Mato Grosso

“Com a estrada asfaltada melhorou muito para transportar nosso produto”, afirma dono de indústria de beneficiamento de café em Colniza

Published

on


O asfaltamento da MT-170 pelo Governo de Mato Grosso facilita o transporte da produção de café de Colniza, maior produtor do grão do Estado, fortalece a cadeia produtiva, além de melhorar o acesso à região que fica a mais de 1.000 km de Cuiabá.

Dono de uma indústria de médio porte que beneficia e embala café no município, Eidson Rocha, afirmou que a maioria da produção é vendida na Capital, e que a melhor condição de trafegabilidade na rodovia dá agilidade e segurança no percurso.

“A gente agora tem o benefício da estrada asfaltada para ter uma melhor acomodação para transportar o produto até a Capital, que é para onde a gente leva o café. Isso é um conforto, traz mais segurança, e é um sonho realizado de quase 20 anos”, disse. * Polly, acho que essa quantidade de “a gente” deixou um pouco confuso*

A pavimentação da MT-170, que liga Colniza a Castanheira, não só melhora a infraestrutura local, mas também torna a região um novo polo de oportunidades, beneficiando todos os moradores e trabalhadores que, por décadas, enfrentaram adversidades.

A produção de café em Colniza está expandindo, chegando a 100 mil sacas neste ano. São mais de 2 mil produtores do grão na região e esse cultivo tem fomentado a economia, como afirmou Eidson, que é dono do “Café Rocha”.

“Hoje o café está segurando a economia em Colniza. Muitos produtores estão pagando as contas com o dinheiro do café. Alguns que não têm café dizem: ‘preciso ter um café para conseguir pagar a minha conta’. Então, graças a Deus, o café produzido no município dá suporte à população”, pontuou.

Com o apoio dado pela Secretaria Estadual de Agricultura Familiar (Seaf), que entrega mudas, kits de irrigação e implementos agrícolas, a tendência é aumentar ainda mais.

A obra da MT-170 contempla a pavimentação de 271 quilômetros, sendo que destes 100 já foram entregues pelo Governo do Estado. Também são construídas 22 pontes de concreto nessa rodovia, totalizando investimento superior a R$ 600 milhões.





Mato Grosso

Em estreia de Thiago Silva, Fluminense vence o Cuiabá e deixa a lanterna do Brasileiro

Published

on


Após três meses, o Fluminense, enfim, voltou a vencer pelo Brasileiro e respira na briga contra a degola. Neste domingo, o Tricolor venceu o Cuiabá por 1 a 0, na Arena Pantanal, pela 18ª rodada da competição.

A última vitória da equipe carioca, no Brasileiro, foi no dia 20 de abril, no clássico contra o Vasco. De lá para cá, foram 13 jogos, com quatro empates e nove derrotas.

O importante resultado veio no dia em que a equipe celebra 122 anos de história. A estreia do zagueiro Thiago Silva também foi o destaque do Fluminense no duelo.

O gol do triunfo do Flu foi marcado pelo jovem Kauã Elias, na segunda etapa do confronto. Com o resultado, o Fluminense chega a 11 pontos e pula para 19º lugar, deixando a lanterna com o Atlético-GO, que tem os mesmos pontos, mas perde no saldo de gols.

O Cuiabá é a primeira equipe fora da zona do rebaixamento. A equipe do Mato Grosso ocupa a 16ª posição com 17 pontos.

Thiago Silva pelo Fluminense
Thiago Silva volta a vestir a camisa do Fluminense / Brasileirão Betano/Twitter

Próximos jogos

Fechando o primeiro turno do Brasileiro, o Fluminense recebe o Palmeiras no Maracanã, na proxima quarta-feira (24), às 21h30.

O Cuiabá tem compromisso pela Sul-Americana, na quinta (25), às 19h, em casa contra o Palestino (CHI). Pelo Brasileiro, o próximo duelo é no domingo (28), às 19h contra o Athletico-PR na Arena Pantanal.

Acompanhe a CNN Esportes em todas as plataformas



Continue Reading

Mato Grosso

Bombeiros de MT continuam combate a quatro incêndios florestais no Estado neste domingo (21)

Published

on


O Corpo de Bombeiros Militar de Mato Grosso segue no combate a quatro incêndios florestais no Estado neste domingo (21.07).

Em Barão de Melgaço, militares combatem um incêndio às margens do rio Cuiabá, próximo à divisa com Poconé.

Em Cáceres são dois incêndios ativos, sendo um no Parque Estadual do Guirá e outro na região de Porto Conceição. No Guirá, a estratégia utilizada é o encharcamento dos focos ativos nas turfas com água; enquanto em Porto Conceição os militares estão divididos ao longo do Rio Paraguai fazendo combate direto e construção de aceiros para evitar a propagação das chamas.

Já ao sul do Parque Nacional do Pantanal Mato-grossense (Parna Pantanal) há um incêndio próximo à Fazenda Bélica, que faz divisa com Mato Grosso do Sul. Atuam equipes do Corpo de Bombeiros e brigadistas do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio).

Os brigadistas do ICMBio também combatem um incêndio dentro do Parna Pantanal, próximo a divisa com a Reserva Particular do Patrimônio Natural Estância Dorochê. O Corpo de Bombeiros monitora o incêndio via satélite.

Por fim, neste domingo, não há focos de calor detectados pelos satélites nas regiões de mineradoras em Nova Lacerda e Vila Bela da Santíssima Trindade. As regiões seguem em monitoramento pela corporação.

Estrutura

Somente no Pantanal atuam 38 bombeiros, oito funcionários da Secretaria de Estado de Infraestrutura e Logística (Sinfra), seis militares do Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer), cinco membros da Defesa Civil do Estado e um integrante do Centro Integrado de Operações de Segurança Pública (Ciosp).

Este efetivo conta com o apoio de um avião, um helicóptero, onze viaturas, nove máquinas para a construção de aceiros, quatro caminhões auto tanque e três embarcações.

Além disso, também participam das ações brigadistas do ICMBio e Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), e integrantes do Exército Brasileiro, Força Nacional, Marinha do Brasil e Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT).

O Batalhão de Emergências Ambientais (BEA) faz o monitoramento de todos os incêndios florestais do Estado, via satélite, para orientar as equipes em campo.

A estiagem severa e a baixa umidade do ar têm contribuído para a propagação das chamas e o Corpo de Bombeiros pede que a população colabore e respeite o período proibitivo. A qualquer indício de incêndio, os bombeiros orientam que a denúncia seja feita pelos números 193 ou 190.

Incêndios extintos

O Corpo de Bombeiros já extinguiu oito incêndios florestais em Mato Grosso: quatro em Cuiabá, três em Chapada dos Guimarães e um em Poconé.

Focos de calor

Em Mato Grosso, foram registrados 146 focos de calor entre sábado (20.07) e domingo, conforme última checagem, às 16h15, no Programa BDQueimadas do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe). Desses, 81 se concentram na Amazônia, 62 no Cerrado e três no Pantanal. Os dados são do Satélite de Referência (Aqua Tarde).

Importante ressaltar que o foco de calor isolado não representa um incêndio florestal. Entretanto, um incêndio florestal conta com o acúmulo de focos de calor.

Fonte: Governo MT – MT





Continue Reading

Mato Grosso

Bombeiros de MT continuam combate de quatro incêndios florestais no Estado neste domingo (21)

Published

on


O Corpo de Bombeiros Militar de Mato Grosso segue no combate de quatro incêndios florestais no Estado neste domingo (21.07).

Em Barão de Melgaço, militares combatem um incêndio às margens do rio Cuiabá, próximo à divisa com Poconé.

Em Cáceres são dois incêndios ativos, sendo um no Parque Estadual do Guirá e outro na região de Porto Conceição. No Guirá, a estratégia utilizada é o encharcamento dos focos ativos nas turfas com água; enquanto em Porto Conceição os militares estão divididos ao longo do Rio Paraguai fazendo combate direto e construção de aceiros para evitar a propagação das chamas.

Já ao sul do Parque Nacional do Pantanal Mato-grossense (Parna Pantanal) há um incêndio próximo à Fazenda Bélica, que faz divisa com Mato Grosso do Sul. Atuam equipes do Corpo de Bombeiros e brigadistas do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio).

Os brigadistas do ICMBio também combatem um incêndio dentro do Parna Pantanal, próximo a divisa com a Reserva Particular do Patrimônio Natural Estância Dorochê. O Corpo de Bombeiros monitora o incêndio via satélite.

Por fim, neste domingo, não há focos de calor detectados pelos satélites nas regiões de mineradoras em Nova Lacerda e Vila Bela da Santíssima Trindade. As regiões seguem em monitoramento pela corporação.

Estrutura

Somente no Pantanal atuam 38 bombeiros, oito funcionários da Secretaria de Estado de Infraestrutura e Logística (Sinfra), seis militares do Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer), cinco membros da Defesa Civil do Estado e um integrante do Centro Integrado de Operações de Segurança Pública (Ciosp).

Este efetivo conta com o apoio de um avião, um helicóptero, onze viaturas, nove máquinas para a construção de aceiros, quatro caminhões auto tanque e três embarcações.

Além disso, também participam das ações brigadistas do ICMBio e Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), e integrantes do Exército Brasileiro, Força Nacional, Marinha do Brasil e Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT).

O Batalhão de Emergências Ambientais (BEA) faz o monitoramento de todos os incêndios florestais do Estado, via satélite, para orientar as equipes em campo.

A estiagem severa e a baixa umidade do ar têm contribuído para a propagação das chamas e o Corpo de Bombeiros pede que a população colabore e respeite o período proibitivo. A qualquer indício de incêndio, os bombeiros orientam que a denúncia seja feita pelos números 193 ou 190.

Incêndios extintos

O Corpo de Bombeiros já extinguiu oito incêndios florestais em Mato Grosso: quatro em Cuiabá, três em Chapada dos Guimarães e um em Poconé.

Focos de calor

Em Mato Grosso, foram registrados 146 focos de calor entre sábado (20.07) e domingo, conforme última checagem, às 16h15, no Programa BDQueimadas do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe). Desses, 81 se concentram na Amazônia, 62 no Cerrado e três no Pantanal. Os dados são do Satélite de Referência (Aqua Tarde).

Importante ressaltar que o foco de calor isolado não representa um incêndio florestal. Entretanto, um incêndio florestal conta com o acúmulo de focos de calor.

Fonte: Governo MT – MT





Continue Reading

As mais lidas da semana