Política

CST do Esporte realiza primeira reunião de trabalho na Arena Pantanal

Published

on


A Câmara Setorial Temática (CST) do Esporte ouviu demandas apresentadas por atletas, representantes de federações, entre outros, durante a primeira reunião de trabalho do grupo, realizada na tarde desta quinta-feira (27) no auditório da Arena Pantanal. No encontro, foram levantadas questões como a falta de manutenção dos espaços esportivos, problemas de estrutura para prática de esportes, número insuficiente de bolsas e pedidos por mais incentivo para formação de atletas.

Diretor da Federação de Karatê-Do Tradicional de Mato Grosso, Vladimir Zanca, destacou que a seleção brasileira da modalidade conta com 12 atletas do estado, entre 25 do todo, mas poucos recebem bolsa atleta. “Hoje, em Mato Grosso, a gente tem três atletas que são bolsistas do projeto Olimpus sendo que já tivemos cerca de 45, anteriormente. Isso se deve à mudança da política que atende mais o esporte olímpico. Não existe esporte de primeira classe, nem de segunda classe, existe esporte. Então, hoje é visto como se fosse de segunda classe o esporte não olímpico, porque não tem sido atendido nessas políticas”, reivindicou.

Presente na reunião, o chefe da Secretaria Estadual de Cultura, Esporte e Lazer (Secel/MT), David Moura, disse estar ciente da questão. “São dificuldades que a gente precisa, inclusive, da ajuda da Assembleia [Legislativa], para discutir. As pessoas, muitas vezes, não entendem também que existe um processo burocrático para mudanças. O projeto Olimpus foi criado e desenvolvido priorizando as modalidades olímpicas, mas eu mesmo já percebi, junto com o nosso time, que alguns ajustes precisam ser feitos, embora nem todas as reclamações sejam possíveis de atender”, assegurou.

Os problemas de estrutura, relatados, incluem a falta de equipamento adequado para prática de esporte paraolímpico e de manutenção nas quadras públicas. Segundo o presidente da CST, deputado Beto Dois a Um (União), boa parte dessas questões existem porque o governo do estado não tem recebido das prefeituras projetos para criação e manutenção desses espaços. “Nós criamos um encontro de gestores de esporte realizado uma vez por ano para a gente debater e qualificar isso. São melhorias que a gente vem fazendo gradativamente e acredito que a CST vem para normatizar o funcionamento e o fluxo dessas ações”, afirmou o parlamentar.

O presidente do Conselho Regional de Educação Física do estado, Edson Manfrin, lembrou que a Lei Estadual nº 11.551 institui o Plano Decenal do Esporte. “Isso é um compromisso da própria Assembleia, com a participação de todos os segmentos que fazem parte dos sistemas esportivos em Mato Grosso, federações, secretarias, associações. Nós temos de ter esse olhar para pessoas com deficiência, idosos, crianças. O esporte de rendimento é importante, mas eu acho que também a formação lá na base também tem de chegar a todos os municípios”, disse.

O deputado Beto Dois a Um adiantou que será realizada uma nova reunião para ouvir demandas do setor e, posteriormente, serão criados diferentes grupos de trabalhos para buscar soluções para as principais demandas. “Temos aí 180 dias de trabalho, esta foi a primeira reunião”, frisou.

A CST do Esporte também está recebendo sugestão por meio de um formulário. Acesse aqui.






Política

Trump diz que é mais fácil derrotar Kamala Harris do que Biden

Published

on


Donald Trump, candidato republicano à Presidência dos EUA, disse, nesta sexta-feira (12), que a atual vice-presidente Kamala Harris seria uma oponente mais fraca do que Joe Biden.

 

O ex-presidente disse que ela é mais fraca em “muitas maneiras”. “Ela pode ser mais fácil [de derrotar] do que ele. E talvez eu esteja errado, mas tenho sido muito bom nisso ao longo dos anos”, disse, em entrevista a uma rádio.

 

Trump também afirmou que deve anunciar seu candidato à vice na próxima semana, possivelmente durante a Convenção Nacional Republicana. Sua lista de alternativas inclui os senadores Marco Rubio, JD Vance e Tim Scott, além do governador da Dakota do Norte, Doug Burgum.

 

O republicano ainda comparou o processo de seleção com o reality show que ele apresentou. “Uma versão altamente sofisticada de ‘O Aprendiz'”.

 

A fala de Donald Trump aparece em meio às especulações de que Joe Biden pode ser substituído na disputa. A sua vice-presidente, Kamala Harris, é um dos nomes que circulam na imprensa internacional.

 

Durante coletiva de imprensa na quinta-feira (11), Biden elogiou a aliada. “Ela é qualificada para ser presidente. […] É por isso que a escolhi”.

 

Em um momento da entrevista, o candidato democrata confundiu Kamala com Trump. “Eu não teria escolhido a vice-presidente Trump para ser vice-presidente se não achasse que ela tinha qualificações para ser presidente”.

 

O republicano debochou do concorrente. “Joe começa sua coletiva de imprensa com: ‘Eu não teria escolhido o vice-presidente Trump para ser vice-presidente, embora ache que ela não estava qualificada para ser presidente’. Ótimo trabalho, Joe!”, escreveu Trump na rede Truth Social.





Fonte: Mídianews

Continue Reading

Política

Governo apura fraude de 300 mil pedidos de auxílio pós-tragédia no RS

Published

on


O governo federal apura indícios de fraude em mais de 300 mil pedidos de acesso aos R$ 5.100 do Auxílio Reconstrução criado para ajudar pessoas afetadas pelas enchentes no Rio Grande do Sul. As suspeitas recaem sobre quase metade do total de solicitações (629,6 mil).

 

O Executivo investiga o caso de 150,6 mil pessoas que solicitaram o benefício e, em tese, não moram em área atingida pela tragédia ambiental. Além disso, 152,7 mil não tiveram o endereço confirmado e 2.700 requereram o auxílio em mais de uma cidade. Os números foram revelados pelo Jornal Nacional e confirmados pela Folha.

 

Outra situação sob suspeita são 1.262 pedidos feitos em nome de pessoas que constam como mortas na base de dados do governo federal.

 

O benefício de R$ 5.100 foi criado para ajudar famílias atingidas pelas enchentes, que deixaram cidades alagadas e casas destruídas no estado gaúcho.

 

As tentativas de fraude foram identificadas em uma espécie de malha fina feita pelo Executivo para identificar possíveis irregularidades na concessão do benefício.

 

A extensão territorial das enchentes no estado e o número de pessoas afetadas fizeram da tragédia gaúcha um fenômeno sem precedentes no Brasil, segundo especialistas de diferentes áreas ouvidos pela Folha.

 

Diversas cidades ficaram com bairros alagados por mais de 20 dias, com abrigos cheios e pessoas morando na rua à espera do retorno à casa. Na volta às residências, as pessoas se depararam com móveis destruídos, eletrodomésticos estragados e todas as dependências sujas de lama.

 

Último balanço do governo do estado aponta que as chuvas deixaram 182 mortos e 806 feridos. Há 31 desaparecidos. No total, 2,3 milhões de pessoas foram afetadas.

 

O auxílio criado pelo governo visa auxiliar as famílias a consertar a casa e comprar novamente os itens necessários.





Fonte: Mídianews

Continue Reading

Política

Jornalista Bruno Garcia é pré-candidato em Várzea Grande

Published

on


O jornalista Bruno Garcia comunicou oficialmente sua pré-candidatura a vereador por Várzea Grande, assumindo o desafio de trabalhar por uma cidade melhor. Em seu anúncio, Bruno destacou sua animação e compromisso em legislar, fiscalizar e buscar soluções para a comunidade.

“Quero comunicar que aceitei o desafio e estou como pré-candidato a vereador por Várzea Grande! Estou animado para trabalhar por uma cidade melhor, legislando, fiscalizando e buscando soluções. Forte abraço do seu amigo Bruno Garcia,” declarou o jornalista.

Bruno Garcia, conhecido por sua atuação na comunicação e defesa dos interesses públicos, agora se prepara para enfrentar um novo desafio político, buscando contribuir ainda mais para o desenvolvimento de Várzea Grande através do legislativo municipal. Sua candidatura reflete um desejo de promover mudanças significativas e construir um futuro melhor para os cidadãos da cidade.

Com sua experiência e dedicação, Bruno promete trazer uma nova perspectiva para a Câmara de Vereadores, focando em políticas públicas eficazes e uma fiscalização rigorosa para garantir a transparência e eficiência na gestão municipal.





Continue Reading

As mais lidas da semana