ESPORTE

Lesão nas costas tira Bia Haddad Maia do Torneio de Wimbledon

Published

on

Uma contratura muscular nas costas impediu Bia Haddad Maia de continuar a ótima campanha no Torneio de Wimbledon. Nesta segunda-feira (10) em Londres (Inglaterra), a brasileira de 27 anos abandonou a partida contra a cazaque Elena Rybakina, válida pelas oitavas de final, ainda no primeiro set, quando perdia por 4 games a 1, após apenas 27 minutos de disputa. Com isso, ela também desistiu da chave de duplas, na qual atuava ao lado da bielorrussa Victoria Azarenka.

“Hoje acabei perdendo aqui em Wimbledon, não consegui terminar o jogo. Durante o ponto, acabei sentindo uma contratura muscular bem forte, meio que pinçando e irradiando para a perna. Talvez alguma coisa de nervo, ainda não sabemos. Tenho uma equipe muito especial, que cuida muito bem de mim, e tenho certeza de que agora vamos tratar da melhor forma”, declarou a brasileira.

Agora Bia retornará ao Brasil para cuidar da lesão e descansar. O próximo desafio da brasileira será o WTA 1000 de Montréal (Canadá): “O meu próximo desafio é só em Montreal, daqui a um mês, então vai dar para descansar. Foi um dia triste, mas faz parte. Temos que tirar um aprendizado desses momentos, assim como sempre tiramos das vitórias”.

No último sábado, ao superar a romena Sorana Cirstea por duplo 6/2, Bia Haddad encerrou um jejum que durava 21 anos, de um representante do país alcançando as oitavas na grama londrina. Porém, a lesão na partida desta segunda a impediu de alcançar uma outra façanha, de alcançar as quartas de final da chave feminina. A última a fazer isto foi Maria Esther Bueno (pentacampeã de Wimbledon) em 1976.

Brasil nas duplas

Apesar de não ter mais representantes nas chaves de simples, o Brasil continua vivo nas duplas. Entre as mulheres, Luisa Stefani e a francesa Caroline Garcia derrotaram a húngara Timea Babos e a belga Kirsten Flipkens nesta segunda por 2 sets a 0 – parciais de 7/6 (10/8) e 6/3 – para avançarem para as quartas de final.

Já na chave masculina Marcelo Melo e o australiano John Peers bateram os franceses Sadio Doumbia e Fabien Reboul por 2 sets a 0, com parciais de 6/3 e 6/2, para se garantirem nas quartas, etapa na qual medirão forças com os holandeses Tallon Griekspoor e Bart Stevens.

Via: Agência Brasil

Comentários

ESPORTE

Brasil assegura mais quatro ouros no Mundial de Atletismo Paralímpico

Published

on

A exatos 100 dias da abertura da Paralimpíada de Paris, o atletismo paralímpico brasileiro assegurou mais quatro medalhas de ouro no Mundial, que ocorre até sábado (25) da modalidade em Kobe (Japão). Nesta segunda-feira (20), a recordista mundial Beth Gomes fez valer seu favoritismo: conquistou o tricampeonato mundial no lançamento de disco F53 (atletas que competem sentados). Quem também festejou o tri foi o mineiro Claudiney Batista no lançamento de disco F56 (atletas sentados).  Os outros dois ouros foram da maranhense Rayane Santos nos 200 metros T13 (deficiência visual) e da paulista Júlio Agripino, nos 5.000 da classe T11 (deficiência visual).

Beth alcançou hoje a marca de 17,22m no lançamento de disco, na qual detém o recorde mundial obtido ano passado, durante os Jogos Pan-Americanos de Santiago – na ocasião ela cravou 17,80m.

“Esse título significa muito, minha resiliência e minha vontade de viver. Toda vez que acordo, eu sei que a esclerose múltipla não me venceu. Então, é uma realização esse tricampeonato. Estou muito feliz e gostaria de agradecer a todos que me apoiam”, comemorou a paulista, que mais cedo já conquistara a prata na prova agrupada arremesso de peso classes F53/F54.

O segundo tri do dia, com direito a recorde mundial foi do mineiro Claudiney Batista, no lançamento de disco da classe F56. Ele venceu a prova ao alcançar a distância de 45,14m.

Quem também festejou muito foi a maranhense Rayane dos Santos , de 27 anos, que conquistou pela primeira vez um título mundial. Ela cruzou a linha de chegada dos 200m T13 em 24s89, seu melhor índice na temporada.

“Treinei para isso. Estava fazendo tempos muito fortes nos treinos, estava melhorando cada vez mais. Então, a nossa expectativa era muito alta. Eu estava muito confiante e consegui. Tem adrenalina, ansiedade e pensamentos negativos, mas eu consegui ter controle e vencer a prova”, disse a maranhense, que já fora bronze ano passado, na edição de Paris, nos 400m.

O quarto ouro do dia foi do paulista Júlio Agripino nos 1.500m, com o tempo de 4min02s23. Foi a segunda medalha de Agripino no Japão: na última sexta (17) ele já conquistara prata nos 5.000m T11.

Verônica Hipólito garante 1º pódio em Kobe

De volta às competições internacionais, após cinco anos afastada por conta de problemas de saúde, a medalhista paralímpica (Rio 2016) garantiu o bronze na prova dos 100m T36 (paralisados cerebrais) ao completar a prova em 13s35.   A chinesa Yiting Shi (13s35) foi ouro e estabeleceu o novo recorde mundial da prova.

“Tem ouro que é ouro. Mas tem bronze que também é ouro. Tenho certeza de que esse terceiro lugar é muito importante para mim. Eu cheguei a questionar muitas coisas, o porquê eu ainda continuaria correndo. Tenho uma família e um treinador maravilhosos. Para mim, é um ouro”, celebrou a atleta paulista de  28 anos.

Via: Agência Brasil

Comentários
Continue Reading

ESPORTE

Dorival chama mais 3 jogadores para seleção brasileira na Copa América

Published

on

A seleção brasileira contará com mais três jogadores além dos do 23 já anunciados em maio para disputarem a Copa América. O técnico Dorival Júnior convocou na noite de domingo (20) o zagueiro Bremer (Juventus/Itália), o volante Éderson (Atalanta/EUA) – estreante com a amarelinha – e o atacante Pepê (Porto/Portugal). A competição continental começa em 20 de janeiro, nos Estados Unidos. O Brasil estreia quatro dias depois, contra a Costa Rica. A seleção está no Grupo D, que tem ainda Colômbia e Paraguai.

A inscrição dos três atletas foi possível após a Conmebol anunciar na última quinta (16) o número máximo de 26 jogadores por seleção. A entidade também estendeu para o dia 15 o prazo para definição da lista definitiva de inscritos no torneio.

“Todos os atletas, independente do momento das convocações, chegam em igualdade de condições para disputar e brigar por uma posição dentro da equipe titular”, afirmou Dorival, em depoimento à CBF.

Além da inclusão dos três jogadores, Dorival também chamou o goleiro Rafael (São Paulo), em substituição de  Ederson (Manchester City/Inglaterra), em recuperação de uma lesão no rosto, sofrida durante o Campeonato Inglês., no último dia 16.

A apresentação da equipe começará no próximo dia 30, em Orlando, no estado da Flórida (EUA). Durante a preparação, a equipe disputa dois amistosos: no dia 8 de junho encara o México, no Texas, e quatro dias depois enfrenta os Estados Unidos, em Orlando.

Via: Agência Brasil

Comentários
Continue Reading

ESPORTE

Ferroviária vence para assumir vice-liderança do Brasileiro Feminino

Published

on

Em partida que contou com a transmissão da TV Brasil, a Ferroviária derrotou o América-MG por 2 a 0, na noite deste domingo (19) na Arena Fonte Luminosa, em Araraquara, para assumir a vice-liderança da Série A1 do Campeonato Brasileiro de futebol feminino.

Com o triunfo em casa as Guerreiras Grenás chegaram aos 24 pontos, sete a menos que o líder Corinthians, que bateu o Real Brasília por 1 a 0 no último sábado (18). Já a equipe mineira fica na 8ª posição com 14 pontos após o revés.

A Ferroviária começou a construir sua vitória aos 37 minutos do primeiro tempo, quando a zagueira Luana Sartório aproveitou bola que sobrou após cobrança de escanteio para acertar de primeira, rasteiro, para superar a goleira Tainá. O segundo das Guerreiras Grenás também nasceu de uma cobrança de escanteio, mas aos 8 minutos do segundo tempo, que terminou com um gol de cabeça da meio-campista Duda Santos.

Via: Agência Brasil

Comentários
Continue Reading
Advertisement
Advertisement

SAÚDE

POLÍCIA

Advertisement

POLÍTICA

CIDADES

Advertisement

EDUCAÇÃO

ESPORTES

Advertisement

MATO GROSSO

ECONOMIA

Advertisement

GERAL

As mais quente