MATO GROSSO

Aula inaugural dá início à 2ª edição do programa de aceleração de negócios criativos no Estado

Published

on

Com aula inaugural nesta quarta (12.07) e quinta-feira (13.07), a Secretaria de Estado de Cultura, Esporte e Lazer (Secel-MT) e Oi Futuro deram início ao ciclo de aceleração do MOVE_MT 2023. Em sua segunda edição, o programa oferece uma jornada de capacitação para possibilitar o desenvolvimento sustentável e rentável a 20 iniciativas da economia criativa em Mato Grosso.

“É imensurável a satisfação em dar início ao MOVE 2 e continuar oferecendo aprendizados que ajudarão as iniciativas mato-grossenses a terem uma forma sustentável de desenvolvimento. O sucesso dessas iniciativas de impacto cultural e social será o nosso sucesso e de todo o Estado, por isso acreditamos e trabalhamos muito para isso, contem conosco para deslanchar”, lembrou aos participantes o secretário da Secel, Jefferson Carvalho Neves.

Durante seis meses, os responsáveis pelas iniciativas irão passar por 1.700 horas de capacitação e mentorias em gestão, inovação, impacto social, criatividade e comunicação. Ao final do ciclo, as cinco iniciativas mais bem avaliadas receberão prêmios no valor total de cerca de R$ 350 mil e poderão realizar um intercâmbio no Lab Oi Futuro, no Rio de Janeiro (RJ), em que farão uma imersão no ecossistema da economia criativa da cidade.

Na aula inaugural desses dois primeiros dias são abordadas informações sobre a programação e a metodologia do ciclo de aceleração, além do workshop ‘Estruturando Negócios de Impacto’. As próximas atividades envolvem ainda modelagem dos negócios por meio de um mapa de diagnóstico para definição de prioridades de desenvolvimento e atuação de cada projeto ou negócio selecionado.

“O Move é um programa que concretiza uma política de desenvolvimento, feito de forma colaborativa numa pegada que potencializa as iniciativas criativas de Mato Grosso. Temos muito orgulho desse programa que, inclusive, já está sendo copiado por outros Estados. Contamos com todos aqui para levar a mensagem da importância da economia criativa e sejam bem-vindos a essa jornada de capacitação”, disse o secretário adjunto de Cultura da Secel, Jan Moura, na mensagem de boas-vindas aos participantes.

Resultados

O programa é voltado para quem atua no mundo das artes, negócios digitais e em criações funcionais (urbanismo, moda, gastronomia, turismo, etc). Em sua primeira edição, a aceleração atendeu 30 negócios do segmento da economia criativa mato-grossense. Confira o e-book final AQUI.

“Os participantes da primeira edição são hoje influenciadores e defensores do programa por causa dos resultados de crescimento obtidos com a aceleração, houve muitos avanços, inclusive financeiros para esses projetos. E eles são exemplos que nos ajudaram a promover a continuidade do MOVE-MT”, expôs a superintendente de Desenvolvimento da Economia Criativa na Secel, Keiko Okamura.

Nessa segunda edição, dentre os selecionados estão iniciativas de vários municípios mato-grossenses, que incluem Aripuanã, Cuiabá, Poconé, Juína, Campo Verde, Santo Antônio de Leverger, Chapada dos Guimarães, Cáceres e Várzea Grande. A seleção ocorreu por meio de edital público.

Para Flávia Firmini, que representa o projeto ‘Apoio à Cadeia de Valor do Cacau no Noroeste de MT, de Juína, a participação no programa busca agregar valor ao produto típico da Amazônia mato-grossense.

“Estamos aqui para poder estruturar a empresa, mas mais do que isso, queremos levar esse conhecimento aos pequenos produtores que também são empreendedores. Queremos agregar valor, gerar impacto de renda para toda a cadeia produtiva do cacau e mostrar que a cultura de produção familiar pode ser levada muito além da nossa região”.

De Várzea Grande, a Associação das Manifestações Folclóricas de Mato Grosso (AMFMT) foi uma das iniciativas selecionadas e, Celi Minas Novas, que representa o movimento, também falou sobre a expectativa com o programa.

“Nosso objetivo nesse ciclo de aceleração é aprender bastante e mostrar que é possível sobreviver de cultura, que a cultura também pode trazer renda. Que todos os envolvidos nesse movimento, do artesão à doceira, acreditem na potência do setor cultural”, destacou Celi.

Conheça todos os projetos selecionados no MOVE_MT 2 (link aqui).

Via: Agência Brasil

Comentários

MATO GROSSO

Defensoria Pública de MT consegue libertar homem que continuava preso um ano e meio após ser absolvido pelo STJ

Published

on

Continue Reading

MATO GROSSO

Ouvidoria Itinerante visita mais dois municípios de MT esta semana

Published

on

> Notícias

INTERIORIZAÇÃO

por ANA LUÍZA ANACHE

segunda-feira, 20 de maio de 2024, 16h32

O projeto estratégico Interiorização da Ouvidoria Itinerante visitará os municípios de Itanhangá e Ipiranga do Norte, nos dias 23 e 24 de maio, com objetivo de oferecer atendimentos na área da Cidadania e de levantar as demandas que afetam coletivamente a comunidade relacionadas à saúde, educação, segurança, meio ambiente, crianças e adolescentes, pessoa idosa, consumidor, pessoa com deficiência, infraestrutura e combate à criminalidade. O Ministério Público de Mato Grosso e parceiros farão atendimentos das 8h às 12h. 

Em Itanhangá, município pertencente à comarca de Tapurah, o atendimento será dia 23 de maio (quinta-feira), na sede do Centro de Referência de Assistência Social (Av. Rio Grande do Sul, nº 356). Em Ipiranga do Norte, município ligado à comarca de Sorriso, o atendimento será no dia 24 de maio (sexta-feira), também na sede do Cras (Av. Rio Branco, nº 1408).

Os serviços disponibilizados nas duas localidades serão: medição da pressão arterial e da glicose; orientação nutricional; vacinação contra a gripe e emissão do cartão nacional do Sistema Único de Saúde (SUS); orientações quanto à saúde bucal; cadastramento no Cadastro Único para Programas Sociais; atendimento pela equipe do Cras; e requerimento de elaboração do registro de nascimento (interessados devem comparecer munidos de certidão de nascimento e comprovante de endereço). 

Além disso, haverá atendimento jurídico por parte da equipe da Ouvidoria-Geral do MPMT e dos promotores de Justiça Marlon Pereira Rodrigues e Márcio Florestan Berestinas. Em Ipiranga do Norte, a equipe do Cartório Eleitoral da 43ª Zona Eleitoral também estará presente no mutirão para transmitir orientações e para viabilizar a emissão de certidão de quitação das obrigações eleitorais.

 


Compartilhe nas redes sociais

facebook twitter

Via: Ministério Público MT

Comentários
Continue Reading

MATO GROSSO

Réu é condenado a 31 anos por feminicídio e tentativa de homicídio

Published

on

> Notícias

CONFRESA

por CLÊNIA GORETH

segunda-feira, 20 de maio de 2024, 15h02

Denunciado pelo Ministério Público do Estado de Mato Grosso por feminicídio praticado contra Danrlaine dos Santos Ramos e por uma tentativa de homicídio contra Denilson Pereira dos Santos, Cristian Angrey Alves Vicente foi condenado na sexta-feira (17), no município de Confresa (a 1.049 km de Cuiabá), a 31 anos de prisão. Ele era Colecionador, Atirador Desportivo e Caçador (CAC) e  não poderá recorrer da sentença em liberdade.


 


Durante o julgamento, os jurados acolheram a tese defendida pelo Ministério Público de que o homicídio foi cometido com as qualificadoras do feminicídio, motivo fútil, com a utilização de recurso que dificultou a defesa da vítima e com o emprego de arma de fogo de uso restrito. À tentativa de homicídio também foram aplicadas as qualificadoras utilização de arma de fogo de uso restrito e motivo fútil.


 


Consta na denúncia que os crimes foram cometidos no dia 06 de agosto do ano passado, após um churrasco. A vítima, Danrlaine dos Santos Ramos, com quem o réu mantinha um relacionamento amoroso, foi atingida por disparo de arma de fog,o na região da garganta, dentro de um veículo, por volta das 18h30. Segundo a denúncia, o relacionamento dos dois foi marcado por um excessivo controle e sentimento de posse do réu. A vítima deixou três filhos órfãos.


 


Conforme o Ministério Público, duas horas após o crime, também em via pública, o réu tentou matar Denilson Pereira dos Santos, após a vítima ter ultrapassado o seu veículo. “O denunciado apenas não concluiu seu intento homicida em razão de circunstâncias alheias à sua vontade, já que a vítima conseguiu fugir e foi socorrida, sendo levada para o hospital”, diz um trecho da denúncia do MPMT.


 


O réu respondeu ainda por porte ilegal de arma de fogo de uso restrito. A denúncia narra que em mais de uma oportunidade, ele portou uma pistola, marca Tauros, com 13 munições intactas e duas deflagradas, em desacordo com determinação regulamentar. Embora fosse CAC, o réu estava fora da rota do treinamento.


 


No dia do crime, Cristian Angrey Alves Vicente foi encontrado pelos policiais após cair com o veículo em uma valeta da lavoura próximo a um armazém de grãos da cidade.


Compartilhe nas redes sociais

facebook twitter

Via: Ministério Público MT

Comentários
Continue Reading
Advertisement
Advertisement

SAÚDE

POLÍCIA

Advertisement

POLÍTICA

CIDADES

Advertisement

EDUCAÇÃO

ESPORTES

Advertisement

MATO GROSSO

ECONOMIA

Advertisement

GERAL

As mais quente