POLÍCIA

Polícia Penal apreende 43 celulares, chips e drogas em penitenciária de Mato Grosso

Published

on

Policiais penais aprenderam 43 aparelhos celulares, 15 carregadores, 12 chips e 48 porções de maconha e sete porções de pasta base de cocaína, na Penitenciária Major Eldo Sá Corrêa, conhecida como Mata Grande, ontem, na cidade de Rondonópolis (216 km distante de Cuiabá).

A fiscalização ocorreu no âmbito da operação Revista de Raio III, com objetivo de apreender materiais ilícitos que possam ter entrado irregularmente na unidade penitenciária.

Durante a força-tarefa, todos reeducandos do Raio III foram encaminhados para a quadra esportiva, sob a vigilância de policiais penais, enquanto outra equipe fez revista minuciosa nas celas.

Redação Só Notícias (foto: assessoria)

Via: Só Notícias

Comentários

POLÍCIA

PM prende suspeito de matar homem esfaqueado em bar em Juína

Published

on

A Polícia Militar prendeu, no final da tarde desse domingo (19), o suspeito do homicídio de Valdinei Bandeira, 35, em Juína (a 746 km de Cuiabá). De acordo com as informações da PM, o suspeito foi encontrado na Avenida Leila Diniz, na região central da cidade.

Valdinei foi esfaqueado na madrugada de domingo em um bar no bairro São José Operário, no município. O suspeito teria chegado de bicicleta, procurando-o. Valdinei tentou correr, mas caiu na rua e foi golpeado.

Reprodução/Estadão Mato Grosso

homic�dio em ju�na valdinei barbosa

A Polícia Civil informou que ocorrência foi gravada por câmeras de segurança, pelas quais é possível ver o momento em que o suspeito chega no local. 

Fonte: RDNEWS

Comentários
Continue Reading

POLÍCIA

Dono de lava a jato encontra funcionário morto com tiro na cabeça

Published

on

Reprodução

Politec --- viatura - Mato Grosso

Um homem foi encontrado morto dentro de um lava a jato na tarde desta segunda-feira (20), no bairro José Rodrigues, em Barra do Garças (a 512 km de Cuiabá). A vítima, que trabalhava no local e não teve a identidade divulgada, foi encontrada caída no estabelecimento com uma marca de disparo de arma de fogo na cabeça.

Conforme o boletim de ocorrência, a polícia foi acionada pelo proprietário do estabelecimento. Ele informou que encontrou a vítima assim que chegou no lava a jato, por volta das 14h30.

O local foi isolado para perícia. A motivação do crime não foi informada.

O caso é investigado pela Polícia Civil.

Fonte: RDNEWS

Comentários
Continue Reading

POLÍCIA

DHPP: cabeça de bebê bateu em quina de mármore durante tentativa de socorro

Published

on

O delegado Marlon Luiz, da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), disse que a investigação concluiu que não houve omissão por parte das proprietárias da creche onde o bebê de cinco meses morreu no último mês, em Várzea Grande. Em entrevista à TV Vila Real nesta segunda-feira (20), o delegado afirmou que a atitude da proprietária foi imprudente, uma vez que ela bateu a cabeça da criança em uma quina de mármore durante a tentativa de socorro.  

Segundo o delegado, o bebê estava “mole” quando chegou na creche, visto que se recuperava de uma virose. A cuidadora percebeu que a criança já estava mal e levou à proprietária por não saber executar a manobra de reanimação.

Reprodução/TV Vila Real

marlon luiz dhpp

“Na tentativa de fazer uma manobra de reanimação, ela coloca o bebê com a barriga para baixo em seu braço e o virou para o lado. Nesse ato, ela chocou a cabeça do bebê na quina de mármore que provocou o traumatismo e a consequente morte da criança. A proprietária que chocou a cabeça da criança na quina de mármore foi imprudente, portanto a responsabilização para ela foi de homicídio culposo”, contou o delegado.

A estrutura de mármore em que as proprietárias chocaram a cabeça do bebê era utilizada para troca de fraldas e tinha 1,5 metro de extensão.

O delegado afirmou que, dessa forma, não houve omissão de socorro. A proprietária buscou ajuda em uma oficina em frente à creche e, logo depois, abordou um motorista na rua para que a levasse ao hospital com a criança.

Reprodução

creche Espa�o Crian�a Feliz

De acordo com a investigação, o bebê chegou ao hospital ainda com pulso.

“A proprietária que recebeu o bebê disse que ele não apresentava sinais. Quando ela correu para porta pedir a ajuda, a pessoa que deu um segundo socorro ao bebê disse que ele estava em respiração. E, quando ele chegou no hospital, ele chegou com pulso. Então, ele chegou vivo no hospital e a morte foi concretizada no estabelecimento”, afirmou Luiz.

A proprietárias da creche foram indiciadas por homicídio culposo, quando não há intenção de matar, na última sexta-feira (17). Pelas redes sociais, elas se manifestaram e disseram que não são assassinas.

Fonte: RDNEWS

Comentários
Continue Reading
Advertisement
Advertisement

SAÚDE

POLÍCIA

Advertisement

POLÍTICA

CIDADES

Advertisement

EDUCAÇÃO

ESPORTES

Advertisement

MATO GROSSO

ECONOMIA

Advertisement

GERAL

As mais quente