Esportes

Palmeiras vence o Bahia e encosta na liderança do Brasileirão

Published

on


O Palmeiras conquistou uma importante vitória sobre o Bahia por 2 a 0 na noite deste domingo (07.07), em partida válida pela 15ª rodada do Campeonato Brasileiro. Os gols do Verdão foram marcados por Estêvão e Rony, no Allianz Parque.

Situação na Tabela

Com este resultado, o Palmeiras chegou aos 30 pontos, ficando a apenas um ponto do líder Flamengo, que tem 31. O Bahia, por outro lado, caiu para a quinta colocação, permanecendo com 27 pontos.

Estreia Promissora

A partida também marcou a estreia do atacante Luighi, Cria da Academia. O jovem camisa 57 entrou nos minutos finais do segundo tempo, substituindo Flaco López, e mostrou potencial para futuras oportunidades.

O Palmeiras começou a partida de forma agressiva, criando a primeira boa chance antes mesmo do primeiro minuto. Estêvão tabelou com Raphael Veiga e finalizou de dentro da área, obrigando o goleiro Marcos Felipe a fazer uma defesa, embora o lance estivesse impedido. Aos quatro minutos, Rony teve uma oportunidade clara, mas chutou em cima do goleiro do Bahia. Pouco depois, Veiga cobrou uma falta na área e Gómez cabeceou com perigo. Aos sete minutos, Piquerez cruzou para Flaco López, que cabeceou para fora.

O Bahia respondeu aos 15 minutos, quando Cauly cruzou para Thaciano, que cabeceou para fora. O Palmeiras continuou pressionando, e Rony quase marcou após um cruzamento de Flaco. Aos 23 minutos, Aníbal Moreno chutou firme da entrada da área, mas o goleiro do Bahia fez uma boa defesa. O Bahia teve uma chance perigosa aos 34 minutos, quando Jean Lucas finalizou por cima do gol.

O Palmeiras finalmente abriu o placar aos 47 minutos do primeiro tempo. Após uma tabela com Estêvão, Veiga cruzou para Rony, que marcou, mas o gol foi anulado por impedimento. Nos acréscimos, Estêvão recebeu um lançamento de Aníbal Moreno, driblou a marcação e finalizou com precisão para fazer 1 a 0.

Segundo Tempo

A segunda etapa começou movimentada, com o Bahia criando uma chance com Thaciano, que foi desarmado por Estêvão. Pouco depois, Estêvão quase marcou novamente, mas foi desarmado antes de finalizar. Aos 11 minutos, Gabriel Menino puxou um contra-ataque e acionou Mayke, mas a jogada não resultou em gol. O Bahia respondeu com Jean Lucas, que foi parado por uma grande defesa de Weverton.

O Palmeiras ampliou a vantagem aos 15 minutos. Rony recuperou a bola e tocou para Flaco López, que passou para Estêvão. O jovem foi até a linha de fundo e cruzou para Rony, que finalizou com firmeza para fazer 2 a 0. Aos 21 minutos, Aníbal Moreno cobrou uma falta direta, mas Marcos Felipe defendeu. O Bahia ainda tentou reagir com Biel e Estupiñan, mas Weverton fez grandes defesas para garantir o resultado.

A vitória por 2 a 0 sobre o Bahia coloca o Palmeiras em uma posição privilegiada na tabela do Campeonato Brasileiro, a apenas um ponto do líder Flamengo. O time mostrou um bom desempenho coletivo e contou com a estreia promissora de Luighi. O próximo desafio contra o Atlético-GO será crucial para as pretensões do Verdão na competição.

Próximos Confrontos

O Palmeiras volta a campo na próxima quinta-feira, quando enfrentará o Atlético-GO pela 16ª rodada do Brasileirão. O jogo será no Allianz Parque, às 19h30 (horário de Brasília). Já o Bahia tem um compromisso contra o Athletico-PR na quarta-feira, às 19 horas, na Ligga Arena.

FICHA TÉCNICA

PALMEIRAS 2 X 0 BAHIA

Local: Allianz Parque, em São Paulo (SP)
Data: 07/07/2024
Horário: 18h30 (de Brasília)
Árbitro: Jonathan Benkenstein Pinheiro (RS)
Assistentes: Lucio Beiersdorf Flor (RS) e Michael Stanislau (RS)
Cartões amarelos: Rony (Palmeiras); Kanu (Bahia)

GOL: Estêvão, aos 47 minutos do 1°T e Rony, aos 15 minutos do 2°T, (Palmeiras)

PALMEIRAS: Weverton; Mayke (Caio Paulista), Gustavo Gómez, Vitor Reis e Piquerez; Aníbal Moreno, Gabriel Menino (Fabinho) e Raphael Veiga; Estêvão (Marcos Rocha), Rony (Vanderlan) e Flaco López (Luighi). Técnico: Abel Ferreira

BAHIA: Marcos Felipe; Gilberto, Gabriel Xavier, Kanu e Luciano Juba; Caio Alexandre, Everton Ribeiro (Carlos de Pena), Jean Lucas (Yago Felipe) e Cauly (Oscar Estupiñán); Thaciano (Ademir) e Everaldo (Biel). Técnico: Rogério Ceni

Fonte: Esportes





Esportes

Red Bull Bragantino vence o Athletico-PR com um jogador a menos 

Published

on


O Red Bull Bragantino conquistou uma vitória crucial neste domingo ao derrotar o Athletico-PR por 1 a 0, no estádio Nabi Abi Chedid, em partida válida pela 18ª rodada do Campeonato Brasileiro. O gol decisivo foi marcado por Raul, mesmo com a equipe tendo que jogar com um jogador a menos durante todo o segundo tempo, após a expulsão do goleiro Cleiton nos acréscimos da primeira etapa.

Situação na Tabela

Com este resultado, o Red Bull Bragantino subiu para a nona posição na tabela do Campeonato Brasileiro, somando 25 pontos. O Athletico-PR, que também tem 25 pontos, permanece à frente apenas pelo critério de saldo de gols.

O Jogo

O Red Bull Bragantino começou a partida de forma avassaladora e abriu o placar logo aos sete minutos. Após um cruzamento vindo da esquerda, a defesa do Athletico-PR afastou de cabeça, mas a bola sobrou para Raul na entrada da área. O volante acertou um belo chute de primeira, sem chances para o goleiro Léo Linck, colocando os donos da casa em vantagem.

A situação do Bragantino, que parecia tranquila, complicou nos acréscimos do primeiro tempo. O goleiro Cleiton saiu da área para tentar afastar uma investida do Athletico-PR, mas acabou cometendo uma falta. Inicialmente, o árbitro mostrou cartão amarelo, mas após revisão do VAR, Cleiton foi expulso. Com isso, o técnico Pedro Caixinha precisou substituir o meia Lincoln pelo goleiro reserva Lucão, deixando a equipe com um jogador a menos para o segundo tempo.

Segundo Tempo

Com a vantagem numérica, o Athletico-PR pressionou intensamente o Red Bull Bragantino durante toda a segunda etapa. A equipe de Bragança Paulista, no entanto, fez várias alterações estratégicas para fechar os espaços e dificultar as ações ofensivas do adversário. A defesa do Bragantino se manteve sólida, e o time conseguiu segurar a pressão até o apito final, garantindo uma vitória importante por 1 a 0.

A vitória do Red Bull Bragantino sobre o Athletico-PR foi marcada pela resiliência e capacidade de superação da equipe, que mesmo com um jogador a menos, conseguiu manter a vantagem e conquistar três pontos valiosos. O resultado coloca o time em uma posição mais confortável na tabela do Brasileirão e dá moral para o próximo desafio continental. O Athletico-PR, por sua vez, precisa se reorganizar rapidamente para o confronto decisivo contra o Cerro Porteño.

Próximos Desafios

O Red Bull Bragantino volta a campo na próxima quarta-feira, quando enfrenta o Barcelona de Guayaquil no estádio Nabi Abi Chedid, às 21h30 (de Brasília), pelo jogo de volta dos playoffs da competição continental. Já o Athletico-PR terá um confronto contra o Cerro Porteño na quinta-feira, no mesmo horário, na Ligga Arena, também pelo torneio continental.

FICHA TÉCNICA

RED BULL BRAGANTINO 1 X 0 ATHLETICO-PR

Local: estádio Nabi Abi Chedid, em Bragança Paulista
Data: 21/07/2024
Horário: 18h30 (de Brasília)
Árbitro: Denis da Silva Ribeiro Serafim (AL)
Assistentes: Brigida Cirilo Ferreira (FIFA – AL) e Luanderson Lima dos Santos (FIFA – BA)
Cartões amarelos: Eduardo Santos, Pedro Henrique, Henry Mosquera (Red Bull Bragantino); Christian, Canobbio, Kaíque Rocha, Cuello, Gabriel (Athletico-PR)
Cartão vermelho: Cleiton (Red Bull Bragantino)

Gols: Raul, aos sete do 1ºT (Red Bull Bragantino)

Red Bull Bragantino: Cleiton; Nathan Mendes, Pedro Henrique, Eduardo Santos e Luan Cândido; Raul (Matheus Fernandes), Lucas Evangelista, Helinho (Douglas Mendes), Lincoln (Lucão) e Juninho Capixaba (Eric Ramires); Thiago Borbas (Henry Mosquera). Técnico: Pedro Caixinha.

ATHLETICO-PR: Léo Linck; Leo Godoy (Cuello), Kaíque Rocha, Gamarra e Esquivel; Gabriel, Erick (Pablo), Christian (Julimar), Zapelli (Nikão) e Canobbio; Di Yorio (Mastriani). Técnico: Martín Varini.

Fonte: Esportes





Continue Reading

Esportes

Fortaleza vence Atlético-GO por 3 a 1 e sobe na tabela do Brasileirão

Published

on


Neste domingo (21.07), pela 18ª rodada do Campeonato Brasileiro, o Fortaleza conquistou uma importante vitória ao derrotar o Atlético-GO por 3 a 1 na Arena Castelão. Os gols do time da casa foram marcados por Pochettino, Alix Vinícius (contra) e Renato Kayzer, enquanto Roni descontou para os visitantes.

Desempenho e Classificação

Com o triunfo, o Fortaleza alcançou os 32 pontos e subiu para a quarta colocação na tabela, ultrapassando São Paulo, Bahia e Cruzeiro, que não venceram nesta rodada. O Atlético-GO, por outro lado, permanece na 19ª posição com 11 pontos, enfrentando uma situação complicada na competição.

O Jogo

O Fortaleza abriu o placar aos 22 minutos do primeiro tempo. Hércules fez uma bela jogada pela direita, driblou a marcação e cruzou para a área, onde Pochettino apareceu para completar de peixinho no canto inferior direito do goleiro Ronaldo.

Nos acréscimos da primeira etapa, aos 46 minutos, o Atlético-GO empatou. Guilherme Romão recebeu um passe em profundidade pela esquerda e cruzou para a área. Roni, livre de marcação, finalizou de perna direita no ângulo esquerdo de João Ricardo, sem chances de defesa.

A situação do Atlético-GO complicou-se ainda mais um minuto depois, aos 47 minutos, quando o centroavante Jan Carlos Hurtado recebeu cartão vermelho direto, deixando a equipe com um jogador a menos.

No segundo tempo, aos 10 minutos, o Fortaleza também ficou com dez jogadores em campo após o zagueiro Kuscevic receber o segundo cartão amarelo e ser expulso.

O segundo gol do Fortaleza veio aos 16 minutos. Yago Pikachu cruzou da direita e o zagueiro Alix Vinícius, ao tentar afastar, acabou marcando contra o próprio gol.

Aos 28 minutos, o Fortaleza ampliou a vantagem. Moisés fez um belo passe em profundidade para Renato Kayzer, que avançou livre de marcação, driblou o goleiro Ronaldo e tocou para o gol vazio.

O Fortaleza ainda balançou as redes mais uma vez aos 34 minutos, mas o gol foi anulado por impedimento de Moisés, que estava em posição irregular ao finalizar após um rebote de Lucero.

A vitória do Fortaleza sobre o Atlético-GO foi crucial para a equipe cearense, que agora ocupa uma posição de destaque na tabela do Brasileirão. O Atlético-GO, por sua vez, precisa reagir rapidamente para sair da zona de rebaixamento. A próxima rodada será decisiva para ambas as equipes, que buscam consolidar suas posições na competição.

Próximos Jogos

Na próxima quarta-feira, pela 19ª rodada do Brasileirão, o Fortaleza enfrentará o Criciúma no Estádio Heriberto Hulse, em Criciúma (SC), às 19h (de Brasília). No mesmo dia, às 21h30, o Atlético-GO receberá o Bahia no Estádio Antônio Accioly, em Goiânia (GO).

FICHA TÉCNICA

FORTALEZA 3 X 1 ATLÉTICO-GO

Local: Arena Castelão, em Fortaleza (CE)
Data: 21/07/2024
Hora: 18h30 (de Brasília)
Árbitro: Lucas Paulo Torezin (PR)
Assistentes: Marcelo Carvalho Van Gasse (SP) e Victor Hugo Imazu dos Santos (PR)
Cartões amarelos: Kuscevic (2), Hércules, Breno Lopes e Bruno Pacheco (Fortaleza); Janderson, Rhaldney e Ronaldo (Atlético-GO)
Cartão vermelho: Kuscevic (Fortaleza); Jan Hurtado (Atlético-GO)
GOLS: Pochettino, aos 23′ do 1ºT, Alix Vinícius, Roni, aos 45+1′ do 1ºT (Atlético-GO), gol contra aos 16′ do 2ºT, e Renato Kayzer, aos 28′ do 2ºT (Fortaleza)

FORTALEZA: João Ricardo; Tinga, Kuscevic, Cardona e Bruno Pacheco; Hércules, Matheus Rossetto (Renato Kayzer) e Pochettino (Pedro Augusto); Yago Pikachu (Lucas Sasha), Lucero (Machuca) e Breno Lopes (Moisés). Técnico: Juan Vojvoda

ATLÉTICO-GO: Ronaldo; Adriano Martins, Alix Vinícius e Luiz Felipe (Maguinho); Roni (Lucas Kal), Rhaldney (Campanharo), Gabriel Baralhas (Alejo Cruz) e Gabriel Romão; Janderson (Yoni González), Hurtado e Luiz Fernando. Técnico: Vagner Mancini

Fonte: Esportes





Continue Reading

Esportes

São Paulo empata com Juventude e sai do G4 do Brasileirão

Published

on


O São Paulo não conseguiu manter a sequência de vitórias e empatou sem gols com o Juventude na noite deste domingo, em partida válida pela 18ª rodada do Campeonato Brasileiro, realizada no Estádio Mané Garrincha, em Brasília (DF). O time gaúcho, que foi o mandante do jogo, teve um gol anulado pelo VAR no segundo tempo, o que manteve o placar inalterado.

 Situação na Tabela

Com o empate, o São Paulo caiu para a quinta posição na tabela, com 31 pontos, saindo do G4. O Juventude, por sua vez, permanece na 12ª colocação, com 21 pontos.

O Jogo

O São Paulo começou a partida com intensidade e teve a primeira oportunidade logo aos três minutos. Alan Franco abriu para Ferreirinha pela esquerda, que cruzou na área para André Silva, mas o atacante não conseguiu finalizar com precisão. Aos seis minutos, uma boa troca de passes entre Lucas Moura e André Silva resultou em um chute perigoso que passou perto do gol. Luciano também tentou de fora da área, mas o goleiro Gabriel fez a defesa.

O Juventude respondeu aos 14 minutos, quando Ferreirinha cobrou escanteio e Arboleda cabeceou próximo ao gol. Aos 31 minutos, Luciano quase abriu o placar com um chute de fora da área que explodiu no travessão e bateu no peito do goleiro Gabriel. André Silva também tentou de longe, mas a bola foi para fora. O Juventude assustou aos 38 minutos com um cabeceio de Jadson após cruzamento de Jean Carlos, mas a bola saiu pela linha de fundo.

Segundo Tempo

No início da segunda etapa, Rafael, goleiro do São Paulo, fez uma defesa importante em um cruzamento de Jean Carlos. Aos 11 minutos, Ferreirinha teve uma grande chance após um cruzamento de Lucas, mas errou a finalização. O São Paulo manteve a posse de bola, mas teve dificuldades para criar chances claras de gol.

Aos 27 minutos, o Juventude chegou a balançar as redes com Erick Farias, que chutou de fora da área e enganou o goleiro Rafael. No entanto, o VAR anulou o gol devido a um toque no braço de Taliari no início da jogada. Aos 37 minutos, Wellington Rato cruzou na área, mas Gabriel se antecipou e fez o corte. O Juventude teve outra chance aos 42 minutos, quando Gabriel Taliari chutou forte e a bola acertou o travessão, pingando em cima da linha.

Nos acréscimos, o São Paulo ainda teve uma última oportunidade. Wellington Rato cobrou escanteio, a bola desviou em Lucas, mas Galoppo não conseguiu alcançar para finalizar.

O empate sem gols refletiu a dificuldade do São Paulo em criar oportunidades claras contra um Juventude bem postado defensivamente. Com o resultado, o Tricolor Paulista saiu do G4 e agora precisa se recuperar na próxima rodada para voltar às primeiras posições. O Juventude, por sua vez, continua sua luta para se afastar da zona de rebaixamento.

Próximos Compromissos

Ambas as equipes voltam a campo na quarta-feira pela 19ª rodada do Brasileirão. O Juventude enfrentará o Cruzeiro no Mineirão, em Belo Horizonte (MG), às 19h (de Brasília). O São Paulo receberá o Botafogo no Morumbi, em São Paulo, às 19h30.

FICHA TÉCNICA

JUVENTUDE 0 X 0 SÃO PAULO

Local: Arena BRB Mané Garrincha, em Brasília (DF)
Data: 21/07/2024
Horário:
 18h30 (de Brasília)
Árbitro: Wilton Pereira Sampaio (Fifa/GO)
Assistentes:
Bruno Raphael Pires (Fifa/GO) e Leone Carvalho Rocha (GO)
Cartão vermelho: Carlos Gruezo (São Paulo)
Cartões amarelos: Jadson, Rodrigo Sam, João Lucas e Caíque (Juventude); Zubeldía (técnico), Carlos Gruezo (auxiliar), Alan Franco e Luciano (São Paulo)

Juventude: Gabriel; João Lucas, Lucas Freitas, Rodrigo Sam e Alan Ruschel (Gabriel Inocêncio); Jadson (Luis Oyama), Caique e Jean Carlos (Ewerthon); Lucas Barbosa (Mandaca), Erick Farias e Gilberto (Gabriel Taliari). Técnico: Jair Ventura

São Paulo:Rafael; Rafinha (Ferraresi), Arboleda, Alan Franco e Patryck; Luiz Gustavo, Bobadilla (Galoppo) e Luciano (Wellington Rato); Lucas, Ferreira (Rodrigo Nestor) e André Silva (Juan). Técnico: Zubeldía

Fonte: Esportes





Continue Reading

As mais lidas da semana