Mato Grosso

PF suspeita de causa humana em incêndios no Pantanal

Published

on


A Polícia Federal começou a investigar possível responsabilidade humana nos incêndios que atingem o pantanal brasileiro.

Segundo delegados da PF em Mato Grosso do Sul ouvidos pela reportagem, acreditava-se que no mês de julho a situação ia se agravar porque historicamente é assim e porque as condições indicavam.

No entanto, a PF passa a apurar a responsabilização daqueles que porventura estejam fazendo mau uso do fogo ou até uso doloso das chamas para criar “situações de interesses inconfessáveis”, segundo um investigador.

Nessa linha de investigação da responsabilização, após o incêndio ser debelado pelos bombeiros, a PF colocará peritos e investigadores no local para responder duas perguntas: a origem do fogo e se foi provocado por causa humana ou natural.

“Na grande maioria das vezes a causa é humana. E 95% do território do pantanal é de propriedade privada, rural”, diz um delegado à frente do caso.

Após atestar se o incêndio começou com alguém colocando fogo na mata, a PF parte para a autoria, por dolo (intenção) ou culpa (por não conseguir controlar). Não há prazo para identificação, mas os investigadores trabalham em ritmo apressado.

Nesta quinta-feira (27), a Polícia Federal criou um gabinete de crise por conta dos incêndios no Pantanal brasileiro. O gabinete está no município de Ladário, em Mato Grosso do Sul, onde há uma base naval da Marinha do Brasil, cedida à PF.

Segundo a PF, as ações do gabinete devem se somar à busca da responsabilização por eventuais ações criminosas associadas à crise de fogo na região do Pantanal brasileiro com base em investigações policiais que identifiquem autoria, materialidade e circunstâncias destes crimes.

Ontem, a PF também passou a disponibilizar acesso gratuito a imagens de satélite de alta resolução para municípios atingidos ou em risco pelos incêndios no Pantanal.

Todos os municípios de Mato Grosso e Mato Grosso do Sul podem solicitar acesso. Os órgãos estaduais também podem solicitar adesão. A disponibilização é gratuita e não exige contrapartida financeira.



Mato Grosso

Ex-marido é preso suspeito de encomendar a morte de filha de deputado em MT

Published

on


O ex-marido de Raquel Maziero Cattani, filha do deputado estadual de Mato Grosso, Gilberto Cattani, e o irmão dele foram presos pelo assassinato da produtora rural, na tarde da última quarta-feira (23), em Lucas do Rio Verde, no norte do estado.

Classificados como mandante e executor do crime, o ex-marido da vítima, Romero Xavier, e o irmão dele, Rodrigo Xavier, irão responder por homicídio qualificado. O assassinato de Raquel aconteceu na propriedade rural da família da vítima, em Nova Mutum (MT).

Além de assassinar Raquel, o irmão de seu ex-marido interferiu na cena do crime para confundir os investigadores, de modo que parecesse um assalto. A prisão do de Romero ocorreu pouco depois de a Polícia Civil ter divulgado que havia descartado a participação dele no caso.

Investigações e Prisão

“Analisamos todas as imagens do comércio da vila, das cidades vizinhas, como São José do Rio Claro e Tapurah e entrevistamos mais de 150 pessoas, desde vizinhos, moradores do assentamento e trabalhadores ao longo desses seis dias”, explicou o delegado responsável pela investigação, Guilherme Pompeo.

O delegado ainda relatou que, durante as investigações, um dos agentes notou um arrombamento na janela do quarto dos filhos e Raquel. Logo, a Perícia Oficial e Identificação Técnica de Mato Grosso foram solicitadas para extração de possível impressões digitais.

Diante da possibilidade de uma cena do crime armada, os investigadores voltaram sua atenção a Romero, que mantinha comportamento possessivo e não aceitava o término da relação com a vítima.

Rodrigo, irmão de Romero, tinha diversas passagens por furtos e outros crimes, além de ter sido usuário de drogas no passado e, ao ser chamado para depor, o suspeito se esquivou das perguntas e apresentou inconsistências na versão dos fatos, de acordo com os agentes.

Por fim, equipes da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos e da Regional de Nova Mutum foram até a casa de Rodrigo, localizada no norte do Mato Grosso. Durante a conversa, ele ficou nervoso com a presença da polícia.

No imóvel, as equipes observaram um frasco com perfume feminino, em cima de uma bancada. Com a evidência encontrada pela Polícia Civil, Rodrigo confessou o assassinato, a mando do irmão, e disse que montou a cena para simular um latrocínio.

*Sob supervisão de Bruno Laforé



Continue Reading

Mato Grosso

Escola de Governo de MT promove capacitação com foco em processos gerenciais na administração pública

Published

on



Mato Grosso6 horas atrás

Escola de Governo de MT promove capacitação com foco em processos gerenciais na administração pública
A Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão (Seplag-MT), por meio da Escola de Governo, disponibiliza 300 vagas para a capacitação Noções de Gestão Pública Gerencial….



Continue Reading

Mato Grosso

MT é o 2º estado com mais pessoas trabalhando entre a população apta ao mercado de trabalho

Published

on


Mato Grosso é o segundo estado com a maior inserção econômica do país, ou seja, mais pessoas trabalhando entre a população economicamente ativa, de acordo com o Ranking de Competitividade dos Estados.

O levantamento, desenvolvido pelo Centro de Liderança Pública (CLP), tem como base os dados divulgados pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). O dado aponta que 95,72% das pessoas aptas a trabalhar em Mato Grosso já estão inseridas no mercado de trabalho.

O governador Mauro Mendes atribuiu a boa colocação ao trabalho desenvolvido desde o início da gestão, em 2019.

“Mato Grosso conseguiu equilibrar a gestão fiscal, e isso possibilitou a criação de ações que geram uma quantidade significativa de empregos. O desenvolvimento do nosso estado também despertou o interesse de grandes indústrias a se instalarem por aqui, fortalecendo o nosso repertório de oportunidades tanto para os mato-grossenses como para quem vem de fora e se instala na região”, destacou o governador.

Mauro ainda lembrou que Mato Grosso é o estado com a menor taxa de desemprego do país, e se mantém como um gigante de oportunidades.

“Temos feito o maior investimento em obras e ações da história do Estado, e isso tem contribuído para empregar direta e indiretamente milhares de pessoas. São seis grandes hospitais sendo construídos, dezenas de novas escolas, quatro mil quilômetros de asfalto novo entregues até o fim do ano, entre outras ações que contribuem para o surgimento de mais oportunidades de trabalho”, afirmou.

Ainda segundo o governador, ações como a redução de impostos, incentivos fiscais e redução da burocracia também têm sido fundamentais para o bom desempenho.

“Hoje o empreendedor tem acesso a benefícios fiscais sem burocracia, de forma automática. As licenças são analisadas com muito mais rapidez e temos as menores alíquotas de impostos do país. Ou seja, criamos um ambiente jurídico e fiscal que atrai o investidor para Mato Grosso e, com isso, traz desenvolvimento e empregos”, completou.

Entenda o levantamento

O indicador de Inserção Econômica é uma variante que analisa os dados do IBGE e os classifica de acordo com a proporção de ocupados em relação à População Economicamente Ativa (PEA) de cada estado brasileiro que compõe o Ranking de Competitividade.

Através desse indicador e de outras métricas, o ranking proporciona uma visão mais abrangente das dinâmicas de trabalho em cada estado, fomentando boas práticas e uma competição saudável rumo a equidade e desenvolvimento sustentável de cada região.

Fonte: Governo MT – MT





Continue Reading

As mais lidas da semana