Várzea Grande

Abertura dos Jogos Paralímpicos Mato-grossenses 2024 emociona com superação e inclusão

Published

on


Na noite de quinta-feira, 27 de junho, o município de Várzea Grande brilhou ao sediar a abertura dos Jogos Paralímpicos Mato-grossenses 2024, um evento marcante que celebra a força, a determinação e a inclusão. Com mais de 300 pessoas envolvidas entre professores do esporte e atletas de 15 municípios de Mato Grosso, a abertura do evento foi no ginásio poliesportivo “Julio Domingos de Campos” (Fiotão), que é o Centro Paralímpico do Estado.

Os municípios participantes são: Alta Floresta, Alto Paraguai, Alto Garças, Brasnorte, Cáceres, Campo Verde, Cuiabá, Lucas do Rio Verde, Paranatinga, Rondonópolis, Sinop, Sorriso e Várzea Grande. As competições vão até domingo, 30 de junho, abrangendo diversas modalidades como atletismo, natação, goalball, tênis de mesa, bocha, badminton, halterofilismo e judô, divididas em categorias que vão do sub-11 ao absoluto.

A cerimônia de abertura foi um momento de grande emoção e simbolismo, com a entrada da tocha olímpica trazendo lágrimas aos olhos dos presentes. O atleta Miguel Wistoni, do Centro de Referência Paralímpico de Várzea Grande, iniciou o percurso da tocha. Miguel, que é cadeirante, utilizou um equipamento adaptado pela Federação Mato-grossense de Skate, e pode fazer o percurso em pé, mostrando que a tecnologia e a inovação podem transformar vidas.

Miguel passou a tocha para Maria Arruda Mux, de apenas 7 anos, uma atleta com síndrome de Down que já passou por três cirurgias cardíacas. Maria, que também é bailarina, encantou a todos com sua determinação e graça. Finalmente, a tocha foi entregue a Ana Carolina Duarte Ruas Custódio, uma atleta de 35 anos com deficiência visual. Ana Carolina, que já representou o Brasil nos Jogos Paralímpicos de Atenas, Pequim, Londres, Rio de Janeiro e Tóquio, acendeu a pira olímpica, simbolizando o espírito de superação e inclusão que permeia o evento. Já o juramento do atleta, foi feito por Bruna Batista Neves, que possui dificuldade de locomoção.

O prefeito de Várzea Grande, Kalil Baracat, expressou sua satisfação em sediar os jogos: “Nós somos centro de referência em esportes paralímpicos dentro do Estado. Fazer esse acolhimento, ter essa integração com os pais e atletas, sem dúvida, contribui para o convívio e a saúde dessas pessoas. Para mim, como prefeito, é uma satisfação enorme ver a cidade não apenas realizando obras físicas, mas também promovendo políticas públicas inclusivas para todos os cidadãos”.

Silvio Fidélis, Secretário Municipal de Educação, Cultura, Esportes e Lazer, destacou a importância do evento para Várzea Grande: “Hoje, estamos recebendo os Jogos Paralímpicos com 15 municípios e mais de 180 atletas. Somos referência em educação inclusiva e temos o Centro Paralímpico com sete modalidades. Investimos no esporte porque acreditamos no poder transformador que ele tem”.

David Moura, Secretário de Estado de Cultura, Esporte e Lazer, e ex-judoca brasileiro, também se emocionou ao falar do evento: “É um dia muito especial. Entrei na Secretaria e compreendi a importância do Esporte Paralímpico na gestão. Conheço grandes ídolos do esporte paralímpico e ver mais de 180 atletas aqui é indescritível. Este campeonato estadual representa um marco, o início de um novo ciclo para o esporte paralímpico em nosso estado. Agradeço à Prefeitura de Várzea Grande pela parceria e a todos que tornaram este evento possível”.

Além das competições, os Jogos Paralímpicos Mato-grossenses 2024 servem como seletiva para a etapa nacional das Paralimpíadas Escolares, promovidas pelo Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB). Este evento é uma celebração da diversidade e da capacidade humana de superar desafios, inspirando a todos com exemplos de coragem e determinação.

A competição esportiva que segue até domingo em locais de Várzea Grande e Cuiabá, reúne 180 atletas com deficiências física, intelectual e visual em disputas nas modalidades atletismo, natação, goalball, tênis de mesa, bocha, badminton, halterofilismo e judô. Divididas por faixa etária, as disputas abrangem as categorias sub-11, sub-14, sub-16 e sub-18, com atletas de 9 a 17 anos. Haverá também disputas nas categorias adulto master (18 a 35 anos) e absoluto (36 anos ou mais).

Também prestigiaram a abertura o secretário adjunto da Secel-MT, Roberto Campos Correia Junior; a secretária-adjunta da Casa Civil de Mato Grosso, Claudia Cristina Ferraz; o conselheiro do Comitê Paralímpico de Mato Grosso, Marcino de Oliveira; o conselheiro do Conced-MT Alex Lili, o presidente da Federação de Desporto para Cegos, Udeilson Cezar de Arruda, os vereadores Pedro Paulo Tolares (presidente), Mauro Sergio Pereira, Braz Jaciro, Hilton Gusmão, Paulo Cezar Oliveira e Rosemary Prado. Além dos secretários municipais Cel Alessandro Ferreira (Defesa Social), Giorgio Gomes (Chefe de Gabinete) e Ismael Alves (Governo).

VÁRZEA GRANDE É REFERÊNCIA – A cidade de Várzea Grande, com seu compromisso com a inclusão e o esporte, acolheu de braços abertos atletas e espectadores, proporcionando uma experiência inesquecível e reafirmando seu papel como centro de referência em esportes paralímpicos no estado de Mato Grosso.

A superintendente de Esportes e Lazer de Várzea Grande, Anaíza da Silva Conceição, explicou que os Jogos Paralímpicos Mato-grossenses 2024 são mais do que uma competição; “é uma celebração da vida e da capacidade humana de se superar, inspirando a todos nós com exemplos de coragem e determinação”, disse. Também lembrou que o Centro Paralímpico capacita profissionais da educação física para ensinar alunos com deficiência em todo estado.

Rodrigo Rafael Pires da Silva, professor de educação física da Secretaria Municipal de Educação, Cultura, Esportes e Lazer (SMECEL), falou sobre o impacto transformador do esporte na vida de alunos com deficiência:

“O esporte é extremamente importante, especialmente o esporte inclusivo, porque traz um lado mais humano para as crianças. Observamos que nossos alunos e atletas evoluem não apenas no campo esportivo, mas também no social e educacional. Temos hoje atletas com deficiência intelectual que estão cursando e se formando na faculdade, e outros que iniciaram seus próprios empreendimentos. Tudo isso graças ao esporte, que promove inclusão e mostra que eles podem alcançar muito mais. Eles não ficam mais à margem; mostramos que podem ser bem-sucedidos não só no esporte, onde muitos já são medalhistas, mas também em outras áreas da vida”.

Em relação à formação de professores, o Centro Paralímpico também atua na capacitação, com programas desenvolvidos em parceria com o Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB) e a Prefeitura de Várzea Grande. “Recebemos professores de diferentes regiões, e os professores da SMECEL também participam de capacitações externas. Este ano, já participamos de duas formações em outros estados, ampliando nosso conhecimento e práticas inclusivas”, disse a superintendente Anaíza da Silva Conceição.

EXEMPLOS QUE EMOCIONAM E INSPIRAM – Danitieli Souza Cordeiro Estropa, mãe de Isabela Souza Estropa Gonçalves, de 12 anos, compartilhou a inspiradora jornada de sua filha. Isabela, que tem síndrome de incontinência pigmentar, também conhecida como síndrome Sandra Bloch-Susie Berg, e paralisia cerebral, começou a frequentar o Centro Paralímpico há um ano, após ser convidada por vários professores. Inicialmente, ela se dedicou à bocha, mas rapidamente encontrou sua paixão no atletismo. A prática esportiva trouxe inúmeros benefícios para Isabela, desde a socialização até melhorias significativas na saúde.

“Isabela já compete em nível nacional, tendo se tornado vice-campeã e estabelecido recordes nacionais no arremesso de peso em sua categoria. Além do arremesso de peso, ela também se destaca no arremesso de disco. A atividade física funciona como uma terapia que fortalece o corpo de Isabela, aumentando a massa muscular e regulando indicadores de saúde como colesterol e vitaminas. Nunca imaginei que teria uma filha atleta, estou orgulhosa dela e com o apoio constante da família, quero que ela continue a se desenvolver e a crescer como atleta. Os coordenadores e professores do centro apostam muito no talento de Isabela, e a família sempre garante que ela tenha a liberdade de decidir sobre sua participação nas atividades esportivas”, afirmou a mãe.

Kayenne Caroline Alves Pereira conheceu o projeto paralímpico através do professor Altemir, um dos coordenadores. Ela começou no judô e, posteriormente, descobriu o atletismo, onde encontrou sua verdadeira paixão devido à sua força física, que é bem desenvolvida por conta da sua deficiência. Desde o final de 2022, kayenne tem se dedicado ao atletismo, e hoje, ela vislumbra uma carreira profissional no esporte.

“Eu sempre gostei muito de esportes. Além de serem bons para a saúde, eles melhoram nosso dia a dia, a convivência com outras pessoas, promovem a inclusão e proporcionam muita diversão. Nunca vejo o esporte apenas como trabalho, mas também como um momento de lazer. A prática esportiva trouxe muitos benefícios para mim, tanto na inclusão social quanto na formação de novas amizades. Hoje sou mais independente, já viajei sozinha para uma competição, algo que antes parecia impossível. Meu primeiro treino de natação durou um mês e meio, e consegui o segundo lugar em São Paulo. Foi uma experiência que me deixou muito feliz,” compartilhou, destacando a importância do esporte em sua vida.

Fonte: Prefeitura de Várzea Grande – MT





Várzea Grande

Kalil Baracat recebe apoio de Baleia Rossi para reeleição em Várzea Grande

Published

on


O prefeito de Várzea Grande, Kalil Baracat (MDB), participou de uma reunião com o presidente nacional do partido, Baleia Rossi, nesta terça-feira (23), em São Paulo. Outros membros da sigla em Mato Grosso, como o deputado estadual Thiago Silva, Totó Parente e Rafael Bastos também participaram dos debates de alinhamento partidário.

Baleia Rossi expressou seu apoio ao nome de Kalil para a reeleição em Várzea Grande, e a relevância do projeto político do prefeito para a população e sua prioridade para o MDB em nível nacional.

“Foi um encontro produtivo e com o foco de seguirmos fortalecendo o MDB em todo o estado. Nosso partido segue unido e alinhado à direção nacional.”, destacou Kalil Baracat.





Continue Reading

Várzea Grande

Zelo e esforço interno driblam queda de repasses e ampliam receita própria em VG

Published

on


A evolução da receita tributária de Várzea Grande, também chamada de receita própria, vem se destacando ao longo dos últimos três anos na gestão do MDB e garantindo investimentos em áreas essenciais para a cidade. A receita própria é aquela gerada pelos tributos municipais, por meio da quitação do IPTU, ITBI, taxas e do ISS. São recursos que vão diretamente pro Tesouro e são utilizados em obras, serviços e ações.

Somente em 2023, conforme dados da Secretaria do Tesouro Nacional (STN), a receita própria de Várzea Grande somou R$ 260 milhões, dos quais, 39% vieram do ISS, 28,5% do IPTU e 7% do ITBI.

“As finanças municipais estão equilibradas, com constante crescimento das receitas tributárias municipais nos últimos dez anos. Destaque para o ISS e ITBI que crescem acima das demais receitas, confirmando que os setores de serviços, comércio, construção civil e incorporação imobiliária apresentam crescimento acima dos demais segmentos econômicos”, pontua o economista e consultor Vivaldo Lopes.

No rol da receita tributária várzea-grande, no período de 2021 a 2023 – cujo os exercícios fiscais e financeiros estão consolidados – o ISS é o tributo com a maior expansão, dobrando a receita. Cresceu 57,37%, passando de R$ 61,35 milhões para R$ 96,85 milhões.

O IPTU registra variação positiva de 22,58%, totalizando no ano passado receita de R$ 38,39 milhões ante 31,81 milhões em 2021. O ITBI cresceu 6,7%, passando de R$ 17,71 milhões para R$ 18,14 milhões.

“É importante destacar a evolução da nossa receita tributária, que chamamos também de receita própria, que é a responsável por financiar grande parte das obras e serviços que trazemos para Várzea Grande. Lançamos mão de tudo que foi possível dentro da legislação para ampliar nossa base de contribuintes e trazer os inadimplentes para regularização. Essa foi nossa estratégia para driblar a perda de recursos federais e estaduais que vinha se agigantando diante de nós desde meados de 2022, como consequência da pandemia. E esse dinheiro que entra com o pagamento de impostos é tratado com zelo e transparência. Esses recursos do caixa próprio, por exemplo estão custeando a ETA Imigrantes que vamos entregar ainda neste ano. Nossa gestão está repleta de grandes avanços”, frisou o prefeito Kalil Baracat.

Ainda conforme o emedebista, esse esforço interno em criar meios de agregar receita foi tão exitoso que não apenas reduziu o impacto da retração de repasses como possibilitou o crescimento da receita própria. “Eu só tenho que agradecer ao corpo contábil e à equipe tributária pela dedicação em apontar soluções para não ficarmos no vermelho. Nosso saldo reflete uma dobradinha de esforço fiscal interno com a oferta de condições inéditas para flexibilizar o pagamento de dívidas dos contribuintes junto ao Fisco municipal”, explicou.

O prefeito disse ainda que a Secretaria de Gestão Fazendária tem uma responsabilidade muito grande na arrecadação do Município e cada vez se empenha em ampliar a receita com justiça fiscal. “Nossa arrecadação cresce na medida em que a prefeitura executa e entrega obras que melhoram a qualidade de vida da população. Aqui prestamos conta de recursos. Mas no dia a dia, todos podem conferir: revertermos os valores pagos em projetos e ações, e priorizarmos áreas essenciais como saúde, educação e mobilidade. Quanto mais a gente comprova o trabalho, mais o contribuinte se conscientiza de sua importância na geração de receita própria à cidade”, comemorou o prefeito.





Continue Reading

Várzea Grande

Várzea Grande aplica 13% da receita corrente em investimentos no município

Published

on


A gestão do MDB, em Várzea Grande, encerrou o exercício 2023 aplicando 13,2% receita corrente líquida em novas obras de infraestrutura econômica e social, conforme dados da Secretaria do Tesouro Nacional (STN).

Conforme a revista Multicidades, que trata das Finanças dos Municípios do Brasil, publicada pela Frente Nacional dos Prefeitos, o percentual aplicado em investimentos pela gestão do MDB, em Várzea Grande – 13,2% – ficou acima dos 11,9% investidos pelos 100 maiores municípios brasileiros.

Ampliando a análise, entre 2021 a 2023, a foram aplicados no Município mais de R$ 452 milhões, sendo que 52,9% desse montante vieram de recursos próprios, ou seja, da receita gerada com o pagamento de impostos e taxas municipais, como IPTU, ITBI e ISS.

“O contribuinte vê que o imposto pago é revertido em benefícios para toda cidade, para a coletividade. Fazemos uma gestão que trata os recursos próprios com zelo e por isso, mesmo que haja dificuldades, como enfrentamos no início da nossa gestão, como foi a pandemia e queda nos repasses constitucionais, mantivemos o ritmo de trabalho, os cronogramas e muitas realizações até aqui. Aliás, superamos metas em infraestrutura, como por exemplo, em relação à pavimentação asfáltica. Eram 200km nessa gestão, mas em abril já tínhamos entregue 250km e vamos fechar o ano com 300 km”, comemora o prefeito Kalil Baracat.

Outro dado em destaque, em relação às finanças municipais, é a Capacidade de Pagamento (Capag) de Várzea Grande é B, segundo classificação da STN, em escala que vai de A a D. Com essa classificação, Várzea Grande pode tomar empréstimos bancários para investimentos, dando como garantia suas próprias receitas. “Despesas de custeio crescem abaixo das receitas, indicando boa gestão fiscal”.

OS INVESTIMENTOS – O prefeito Kalil Baracat frisa que ao longo de sua gestão a questão da água, que embute todo arcabouço do saneamento básico, foi prioridade zero. E os investimentos compravam o tratamento prioritário que a pauta recebeu nos últimos anos. Dos mais de R$ 452 milhões em investimentos realizados nos exercícios 2021, 2022 e 2023, pouco mais de R$ 200 milhões foram destinados apenas para o saneamento básico, focado na construção de três Estações de Tratamento de Água (ETA’s) – uma a ser entregue ainda este ano – uma Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) e a troca da rede de distribuição por tubulações mais modernas.

“É o maior investimento em saneamento básico da história de Várzea Grande. E com muito orgulho, por ser filho dessa terra, digo: fui o prefeito que mais investiu em saneamento básico na cidade”, reforçou Kalil.

Entre os investimentos, estão a entrega da primeira maternidade pública da cidade. A criação de mais de 7 mil novas vagas na rede pública municipal de educação básica, implantação do passe livre, reforma e ampliação de quase 100% das unidades escolares, reforma das 25 unidades de saúde, reforma, ampliação e aquisição de modernos equipamentos para o pronto-socorro municipal, recapeamento de quase 200km de ruas e avenidas, reformas e construção de praças, apoio à agricultura familiar, ordem de serviço para construção da rodoviária da cidade e novo mercado municipal e mais recentemente, o anúncio de construção da sede própria da primeira maternidade pública de Várzea Grande, que seguirá atendendo 100% pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

 





Continue Reading

As mais lidas da semana