Esportes

Grêmio vence Fluminense e quebra jejum de sete jogos sem vitória

Published

on


O Grêmio finalmente voltou a vencer no Campeonato Brasileiro ao derrotar o Fluminense por 1 a 0 neste domingo, no Estádio Centenário, em Caxias do Sul, pela 13ª rodada da competição. O gol da vitória foi marcado por Gustavo Nunes no segundo tempo, encerrando uma sequência de sete jogos sem triunfos para o Tricolor Gaúcho, que acumulava seis derrotas e um empate.

Apesar da vitória, o Grêmio ainda permanece na zona de rebaixamento, somando apenas dez pontos. O Fluminense, por sua vez, amarga a lanterna do campeonato com apenas seis pontos e acumula sua sexta derrota consecutiva.

Detalhes do Jogo

O Grêmio começou a partida de forma agressiva, pressionando o Fluminense desde os primeiros minutos. Reinaldo e Dodi tiveram boas chances de abrir o placar, mas o goleiro Fábio, do Fluminense, fez defesas importantes para manter o zero no marcador.

Aos 25 minutos, Pavón teve uma grande oportunidade ao receber um passe dentro da área, mas acabou chutando longe do gol. Dodi também tentou de fora da área, quase acertando a rede adversária.

O Fluminense só conseguiu levar perigo aos 37 minutos, quando Terans cobrou uma falta e obrigou o goleiro Marchesín a fazer uma boa defesa. Nos minutos finais do primeiro tempo, Pavón quase marcou para o Grêmio, mas Fábio novamente salvou os visitantes. O primeiro tempo terminou sem gols.

 Segundo Tempo

Na volta do intervalo, o Fluminense mostrou uma postura mais ofensiva e criou boas chances logo no início. Gabriel Pires chutou com perigo e Cano também arriscou, mas a bola passou sobre o travessão. Lucumí tentou uma bicicleta, mas não conseguiu marcar.

Os sustos fizeram o Grêmio equilibrar o jogo novamente. Aos 15 minutos, Gustavo Nunes aproveitou um passe dentro da área e mandou a bola para o fundo das redes, marcando o gol da vitória.

O Fluminense sentiu o golpe e não conseguiu reagir. Para piorar a situação dos cariocas, Lucumí foi expulso nos minutos finais após receber o segundo cartão amarelo. O Grêmio manteve o controle da partida e quase ampliou o placar com um chute de Reinaldo, que parou em Fábio. Mesmo assim, o Tricolor Gaúcho saiu de campo com a vitória.

Próximos Confrontos

Na próxima rodada, o Fluminense recebe o Internacional no Maracanã, nesta quinta-feira. No mesmo dia, o Grêmio enfrenta o Palmeiras no Estádio Centenário, em Caxias do Sul. Ambos os times buscarão melhorar suas posições na tabela e sair da incômoda situação em que se encontram.

FICHA TÉCNICA

GRÊMIO 1 X 0 FLUMINENSE

Local: Estádio Centenário, em Caxias do Sul (RS)

Data: 30/06/2024

Horário: 16 horas

Árbitro: Paulo Cesar Zanovelli da Silva (Fifa-MG)

Assistentes: Guilherme Dias Camilo (Fifa-MG) e Fernanda Nandrea Gomes Antunes (Fifa-MG)

VAR: Igor Junio Benevenuto de Oliveira (Fifa-MG)

Cartões amarelos: Geromel e Dodi (Grêmio); Cano (Fluminense)

Cartões vermelhos: Lucumí (Fluminense)

GOL: Gustavo Nunes, aos 15min do segundo tempo (Grêmio)

GRÊMIO: Marchesin, João Pedro, Geromel, Rodrigo Ely e Reinaldo; Dodi (Natã), Pepê (Éverton Galdino), Edenílson (Carballo) e Cristaldo (Du Queiroz); Gustavo Nunes e Pavón (Nathan Fernandes). Técnico: Renato Gaúcho

FLUMINENSE: Fábio, Samuel Xavier, Marlon (Kauã Elias), Antônio Carlos e Marcelo (Diogo Barbosa); Thiago Santos, Martinelli e Gabriel Pires (Ganso); Terans (Lucumí), Keno e Germán Cano (John Kennedy). Técnico: Marcão

Fonte: Esportes





Esportes

Noite de viradas e frustrações no Morumbi: São Paulo e Botafogo empatam em jogo eletrizante

Published

on


Em uma noite de reviravoltas e chances perdidas, São Paulo e Botafogo empataram em 2 a 2 no Morumbi lotado, em partida válida pela última rodada do primeiro turno do Campeonato Brasileiro. O resultado, apesar da grande atuação tricolor na segunda etapa, mantém o time paulista fora do G4, enquanto os cariocas seguem firmes na liderança da competição.

A pressão inicial são-paulina logo deu resultado. Aos três minutos, Ferreira, em noite inspirada, sofreu pênalti de Bastos. Lucas, com categoria, converteu a cobrança e abriu o placar. A alegria dos torcedores, porém, durou pouco. Aos sete minutos, em lance polêmico que gerou reclamação dos jogadores tricolores, o árbitro marcou pênalti em toque de mão de Welington após revisão no VAR. Tiquinho Soares, artilheiro implacável, não perdoou e empatou a partida.

O Botafogo, então, aproveitou a fase turbulenta do São Paulo após o empate e virou o jogo aos 21 minutos. Cuiabano, em bela jogada individual, recebeu passe de Tiquinho Soares e finalizou com precisão no canto, sem chances para Rafael.

O segundo tempo começou com o São Paulo mais ofensivo e determinado a buscar o resultado. Aos 14 minutos, em jogada que começou com Calleri, Lucas encontrou Ferreira livre na área. O atacante, dessa vez, não desperdiçou a chance e igualou o marcador, incendiando o Morumbi.

A partir daí, o jogo ficou aberto, com chances para os dois lados. O São Paulo, empurrado pela torcida, pressionou em busca da virada e desperdiçou oportunidades inacreditáveis com Ferreira e Luciano. O Botafogo, por sua vez, assustou em contra-ataques rápidos, mas parou nas defesas de Rafael.

No final, prevaleceu o empate, resultado que frustrou os torcedores são-paulinos, que esperavam uma vitória para encostar no G4. Já o Botafogo, mesmo com o empate fora de casa, se mantém tranquilo na liderança do campeonato.

FICHA TÉCNICA

SÃO PAULO 2 X 2 BOTAFOGO

Local: Estádio do Morumbis, em São Paulo (SP)
Data: 24/07/2024
Horário: 19h30 (de Brasília)
Árbitro: Felipe Fernandes de Lima (MG)
Assistentes: Felipe Alan Costa de Oliveira (MG) e Eduardo Gonçalves da Cruz (MS)
Cartões amarelos: Rafinha, Alan Franco, Lucas, Welington, Maxi Cuberas e Luciano (São Paulo); Gregore, Cuiabano e Marlon Freitas (Botafogo)

GOLS: Lucas, aos 4′ do 1ºT (São Paulo); Tiquinho Soares, aos 10′ do 1ºT (Botafogo); Cuiabano, aos 21′ do 1ºT (Botafogo); Ferreira, aos 14′ do 2ºT (São Paulo)

SÃO PAULO: Rafael; Igor Vinícius, Arboleda, Alan Franco e Welington; Luiz Gustavo e Bobadilla; Lucas, Luciano (Erick) e Ferreirinha (Michel Araújo); André Silva (Calleri). Técnico: Maxi Cuberas

BOTAFOGO: John; Damián Suárez, Bastos, Barboza e Cuiabano; Gregore (Igor Jesus), Marlon Freitas (Allan) e Tchê Tchê (Danilo Barbosa); Luiz Henrique (Carlos Alberto), Savarino e Tiquinho Soares (Kauê). Técnico: Artur Jorge

Fonte: Esportes





Continue Reading

Esportes

Noite de viradas e frustrações no Morumbis: São Paulo e Botafogo empatam em jogo eletrizante

Published

on


Em uma noite de reviravoltas e chances perdidas, São Paulo e Botafogo empataram em 2 a 2 no Morumbis lotado, em partida válida pela última rodada do primeiro turno do Campeonato Brasileiro. O resultado, apesar da grande atuação tricolor na segunda etapa, mantém o time paulista fora do G4, enquanto os cariocas seguem firmes na liderança da competição.

A pressão inicial são-paulina logo deu resultado. Aos três minutos, Ferreira, em noite inspirada, sofreu pênalti de Bastos. Lucas, com categoria, converteu a cobrança e abriu o placar. A alegria dos torcedores, porém, durou pouco. Aos sete minutos, em lance polêmico que gerou reclamação dos jogadores tricolores, o árbitro marcou pênalti em toque de mão de Welington após revisão no VAR. Tiquinho Soares, artilheiro implacável, não perdoou e empatou a partida.

O Botafogo, então, aproveitou a fase turbulenta do São Paulo após o empate e virou o jogo aos 21 minutos. Cuiabano, em bela jogada individual, recebeu passe de Tiquinho Soares e finalizou com precisão no canto, sem chances para Rafael.

O segundo tempo começou com o São Paulo mais ofensivo e determinado a buscar o resultado. Aos 14 minutos, em jogada que começou com Calleri, Lucas encontrou Ferreira livre na área. O atacante, dessa vez, não desperdiçou a chance e igualou o marcador, incendiando o Morumbi.

A partir daí, o jogo ficou aberto, com chances para os dois lados. O São Paulo, empurrado pela torcida, pressionou em busca da virada e desperdiçou oportunidades inacreditáveis com Ferreira e Luciano. O Botafogo, por sua vez, assustou em contra-ataques rápidos, mas parou nas defesas de Rafael.

No final, prevaleceu o empate, resultado que frustrou os torcedores são-paulinos, que esperavam uma vitória para encostar no G4. Já o Botafogo, mesmo com o empate fora de casa, se mantém tranquilo na liderança do campeonato.

FICHA TÉCNICA

SÃO PAULO 2 X 2 BOTAFOGO

Local: Estádio do Morumbis, em São Paulo (SP)
Data: 24/07/2024
Horário: 19h30 (de Brasília)
Árbitro: Felipe Fernandes de Lima (MG)
Assistentes: Felipe Alan Costa de Oliveira (MG) e Eduardo Gonçalves da Cruz (MS)
Cartões amarelos: Rafinha, Alan Franco, Lucas, Welington, Maxi Cuberas e Luciano (São Paulo); Gregore, Cuiabano e Marlon Freitas (Botafogo)

GOLS: Lucas, aos 4′ do 1ºT (São Paulo); Tiquinho Soares, aos 10′ do 1ºT (Botafogo); Cuiabano, aos 21′ do 1ºT (Botafogo); Ferreira, aos 14′ do 2ºT (São Paulo)

SÃO PAULO: Rafael; Igor Vinícius, Arboleda, Alan Franco e Welington; Luiz Gustavo e Bobadilla; Lucas, Luciano (Erick) e Ferreirinha (Michel Araújo); André Silva (Calleri). Técnico: Maxi Cuberas

BOTAFOGO: John; Damián Suárez, Bastos, Barboza e Cuiabano; Gregore (Igor Jesus), Marlon Freitas (Allan) e Tchê Tchê (Danilo Barbosa); Luiz Henrique (Carlos Alberto), Savarino e Tiquinho Soares (Kauê). Técnico: Artur Jorge

Fonte: Esportes





Continue Reading

Esportes

Cruzeiro mantém invencibilidade no Mineirão e vence o Juventude 

Published

on


Em mais uma noite de grande futebol, o Cruzeiro manteve sua sequência invicta em casa ao vencer o Juventude por 2 a 0, na 19ª rodada do Campeonato Brasileiro, nesta quarta-feira (24.07). Os gols da partida foram marcados por William e Juan Dinenno, consolidando a oitava vitória consecutiva da equipe mineira no Mineirão.

Com este resultado, o Cruzeiro chegou aos 32 pontos, subindo para a quinta posição na tabela e se aproximando do G4. O Juventude, por sua vez, permanece na 12ª colocação, com 21 pontos.

Primeiro Tempo

O jogo começou com o Cruzeiro pressionando e criando a primeira grande chance aos seis minutos, quando Lucas Romero chutou de primeira, mas a bola passou perto do gol defendido por Gabriel. O Juventude respondeu aos dez minutos com um cabeceio de Erick Farias, que desviou na zaga e saiu pela linha de fundo.

Aos 24 minutos, Matheus Henrique arriscou de fora da área, obrigando o goleiro Gabriel a fazer uma grande defesa. Na sequência, João Marcelo quase abriu o placar de cabeça após cobrança de escanteio, mas a bola passou rente à trave.

O primeiro gol do Cruzeiro veio aos 42 minutos, após um pênalti marcado por toque de mão de Gabriel Inocêncio. William cobrou com precisão e colocou a Raposa na frente. Nos acréscimos do primeiro tempo, Matheus Pereira teve a chance de ampliar, mas a zaga do Juventude conseguiu afastar.

 Segundo Tempo

Logo aos três minutos da segunda etapa, Kaio Jorge teve uma grande oportunidade de marcar o segundo gol, mas o goleiro Gabriel fez uma defesa crucial. Aos 13 minutos, Matheus Pereira quase fez um gol de bicicleta, mas novamente Gabriel salvou o Juventude.

A primeira grande chance do Juventude no segundo tempo veio aos 33 minutos, com Mandaca cabeceando após cobrança de falta, mas Cássio defendeu com segurança. Perto do fim do jogo, o árbitro marcou outro pênalti para o Cruzeiro após revisão no VAR, devido a um toque de mão de Lucas Freitas. Juan Dinenno cobrou e selou a vitória cruzeirense.

Com mais uma vitória no Mineirão, o Cruzeiro continua sua campanha sólida no Campeonato Brasileiro, enquanto o Juventude precisa buscar recuperação nas próximas rodadas para subir na tabela.

Próximos Desafios

Na próxima rodada, o Cruzeiro enfrentará o Botafogo no estádio Nilton Santos, no sábado, às 21h30 (horário de Brasília). O Juventude, por sua vez, receberá o Criciúma no Alfredo Jaconi, também no sábado, às 19h.

FICHA TÉCNICA

CRUZEIRO 2 X 0 JUVENTUDE

Local: Mineirão, em Belo Horizonte (MG)
Data: 24/07/2024
Horário: 19h (de Brasília)
Árbitro: Maguielson Lima Barbosa (DF)
Assistentes: Carlos Henrique Alves de Lima Filho (RJ) e Lucas Costa Modesto (DF)
GOLS: William, aos 44′ do 1ºT; Juan Dinenno, aos 41′ do 2ºT (Cruzeiro)
Cartões amarelos: Zé Ivaldo, aos 23′ do 2ºT; João Marcelo, aos 27′ do 2ºT; William, aos 31′ do 2ºT (Cruzeiro) / Gabriel Inocêncio, aos 43′ do 1ºT; Zé Marcos, aos 17′ do 2ºT; João Lucas, aos 26′ do 2ºT (Juventude)
Cartão vermelho: Zé Marcos, aos 51′ do 2ºT (Juventude)

CRUZEIRO: Cássio; William, Zé Ivaldo, João Marcelo e Kaiki; Lucas Romero (Walace), Lucas Silva (Ramiro), Matheus Henrique e Matheus Pereira (Villalba); Lautaro Díaz (Arthur Gomes) e Kaio Jorge (Juan Dinenno). Técnico: Fernando Seabra

JUVENTUDE: Gabriel; João Lucas (Gabriel Inocêncio), Lucas Freitas, Zé Marcos e Alan Ruschel; Caíque (Ewerton), Luís Oyama (Luis Mandaca) e Jean Carlos; Erick Farias (Nenê), Lucas Barbosa e Gilberto (Gabriel Taliari). Técnico: Jair Ventura

Fonte: Esportes





Continue Reading

As mais lidas da semana