Esportes

Vasco vence Fortaleza por 2 a 0 e se afasta da zona de rebaixamento

Published

on


Na noite desta quarta-feira (03.07), o Vasco da Gama fez valer o mando de campo e derrotou o Fortaleza por 2 a 0 em São Januário, em partida válida pela 14ª rodada do Campeonato Brasileiro. Com o resultado, os cruzmaltinos chegaram a 14 pontos, afastando-se da zona de rebaixamento, enquanto os cearenses permanecem com 20 pontos, no meio da tabela.

Primeiro Tempo

O jogo começou movimentado, com ambas as equipes buscando o ataque desde os primeiros minutos. Aos seis minutos, o Fortaleza teve a primeira chance clara de gol com Britez, que cabeceou com perigo após um escanteio. O Vasco respondeu rapidamente com Vegetti, que também cabeceou próximo ao gol adversário.

Os visitantes continuaram pressionando e, aos 16 minutos, Lucero arriscou um chute perigoso que passou perto da meta defendida por Léo Jardim. O Vasco quase abriu o placar em duas oportunidades seguidas: primeiro, Vegetti cabeceou para uma boa defesa de João Ricardo; em seguida, Hugo Moura viu o goleiro cearense salvar novamente o Fortaleza.

Aos 31 minutos, Vegetti teve mais uma chance de cabeça, mas a bola saiu pela linha de fundo. O Fortaleza respondeu com Breno Lopes, que chutou para uma boa defesa de Léo Jardim. O panorama do jogo mudou aos 39 minutos, quando Hércules foi expulso após uma falta dura em Adson, deixando o Fortaleza com um jogador a menos.

A pressão do Vasco foi recompensada aos 47 minutos. Em um rápido avanço, Matheus Carvalho recebeu a bola na entrada da área e acertou um chute forte, sem chances para João Ricardo, colocando os donos da casa na frente antes do intervalo.

Segundo Tempo

Mesmo com um jogador a menos, o Fortaleza começou o segundo tempo com uma boa chance aos sete minutos, quando Pochettino arriscou de longe e assustou Léo Jardim. O Vasco, por sua vez, cometeu muitos erros de passe, dando espaço para o adversário.

Aos poucos, o Vasco se reorganizou e começou a criar mais oportunidades. Paulo Henrique obrigou João Ricardo a fazer uma boa defesa, e JP teve um chute bloqueado pela zaga cearense. A insistência dos cruzmaltinos foi recompensada aos 17 minutos, quando Vegetti cabeceou para a rede após cobrança de escanteio, ampliando a vantagem para 2 a 0.

Com o segundo gol, o Vasco diminuiu o ritmo, permitindo que o Fortaleza tentasse avançar, mas sem sucesso. Os donos da casa voltaram a assustar aos 34 minutos, com um cabeceio de Erick Marcus que parou em João Ricardo.

Nos minutos finais, o Fortaleza teve uma boa chance em uma cobrança de falta de Marinho, mas Léo Jardim fez a defesa. O Vasco respondeu com um chute de Zé Gabriel que João Ricardo defendeu, dando rebote que JP não conseguiu aproveitar, chutando na rede pelo lado de fora. Mesmo assim, os cruzmaltinos mantiveram a vantagem e garantiram a vitória em São Januário.

Próximos confrontos

Na próxima rodada, o Vasco visita o Internacional no Beira-Rio, neste domingo, enquanto o Fortaleza recebe o Fluminense no Castelão, também no domingo. Ambas as equipes buscarão resultados positivos para melhorar suas posições na tabela e proporcionar mais emoções aos seus torcedores.

FICHA TÉCNICA

VASCO 2 X 0 FORTALEZA

Local: Estádio de São Januário, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 03/07/2024
Horário: 20 horas ( de Brasília)
Árbitro: Matheus Delgado Candançan (SP)
Assistentes: Marcelo Carvalho Von Gasse (SP) e Gustavo Rodrigues de Oliveira
VAR: Rodrigo Guarizo Ferreira do Amaral (SP-VAR-Fifa)
Cartões amarelos: Maicon, David, Lucas Pitón e Hugo Moura (Vasco); Lucero, Matheus Rossetto e Titi (Fortaleza)
Cartão vermelho: Hércules (Fortaleza)

GOLS: Matheus Carvalho, aos 47min do primeiro tempo; Vegetti, aos 17min do segundo tempo (Vasco).

VASCO: Léo Jardim, Paulo Henrique (Puma Rodríguez), Maicon (Rojas), Léo e Lucas Piton; Hugo Moura (Zé Gabriel), Matheus Carvalho e Payet (JP); Adson, David (Erick Marcus) e Vegetti. Técnico: Rafael Paiva (Interino)

FORTALEZA: João Ricardo, Tinga, Britez, Titi (Kauan) e Bruno Pacheco (Felipe Jonathan); Lucas Sasha (Matheus Rossetto), Pedro Augusto, Hércules e Pochettino (Marinho); Lucero (Renato Kayser) e Breno Lopes. Técnico: Juan Pablo Vojvoda

Fonte: Esportes





Esportes

Noite de viradas e frustrações no Morumbi: São Paulo e Botafogo empatam em jogo eletrizante

Published

on


Em uma noite de reviravoltas e chances perdidas, São Paulo e Botafogo empataram em 2 a 2 no Morumbi lotado, em partida válida pela última rodada do primeiro turno do Campeonato Brasileiro. O resultado, apesar da grande atuação tricolor na segunda etapa, mantém o time paulista fora do G4, enquanto os cariocas seguem firmes na liderança da competição.

A pressão inicial são-paulina logo deu resultado. Aos três minutos, Ferreira, em noite inspirada, sofreu pênalti de Bastos. Lucas, com categoria, converteu a cobrança e abriu o placar. A alegria dos torcedores, porém, durou pouco. Aos sete minutos, em lance polêmico que gerou reclamação dos jogadores tricolores, o árbitro marcou pênalti em toque de mão de Welington após revisão no VAR. Tiquinho Soares, artilheiro implacável, não perdoou e empatou a partida.

O Botafogo, então, aproveitou a fase turbulenta do São Paulo após o empate e virou o jogo aos 21 minutos. Cuiabano, em bela jogada individual, recebeu passe de Tiquinho Soares e finalizou com precisão no canto, sem chances para Rafael.

O segundo tempo começou com o São Paulo mais ofensivo e determinado a buscar o resultado. Aos 14 minutos, em jogada que começou com Calleri, Lucas encontrou Ferreira livre na área. O atacante, dessa vez, não desperdiçou a chance e igualou o marcador, incendiando o Morumbi.

A partir daí, o jogo ficou aberto, com chances para os dois lados. O São Paulo, empurrado pela torcida, pressionou em busca da virada e desperdiçou oportunidades inacreditáveis com Ferreira e Luciano. O Botafogo, por sua vez, assustou em contra-ataques rápidos, mas parou nas defesas de Rafael.

No final, prevaleceu o empate, resultado que frustrou os torcedores são-paulinos, que esperavam uma vitória para encostar no G4. Já o Botafogo, mesmo com o empate fora de casa, se mantém tranquilo na liderança do campeonato.

FICHA TÉCNICA

SÃO PAULO 2 X 2 BOTAFOGO

Local: Estádio do Morumbis, em São Paulo (SP)
Data: 24/07/2024
Horário: 19h30 (de Brasília)
Árbitro: Felipe Fernandes de Lima (MG)
Assistentes: Felipe Alan Costa de Oliveira (MG) e Eduardo Gonçalves da Cruz (MS)
Cartões amarelos: Rafinha, Alan Franco, Lucas, Welington, Maxi Cuberas e Luciano (São Paulo); Gregore, Cuiabano e Marlon Freitas (Botafogo)

GOLS: Lucas, aos 4′ do 1ºT (São Paulo); Tiquinho Soares, aos 10′ do 1ºT (Botafogo); Cuiabano, aos 21′ do 1ºT (Botafogo); Ferreira, aos 14′ do 2ºT (São Paulo)

SÃO PAULO: Rafael; Igor Vinícius, Arboleda, Alan Franco e Welington; Luiz Gustavo e Bobadilla; Lucas, Luciano (Erick) e Ferreirinha (Michel Araújo); André Silva (Calleri). Técnico: Maxi Cuberas

BOTAFOGO: John; Damián Suárez, Bastos, Barboza e Cuiabano; Gregore (Igor Jesus), Marlon Freitas (Allan) e Tchê Tchê (Danilo Barbosa); Luiz Henrique (Carlos Alberto), Savarino e Tiquinho Soares (Kauê). Técnico: Artur Jorge

Fonte: Esportes





Continue Reading

Esportes

Noite de viradas e frustrações no Morumbis: São Paulo e Botafogo empatam em jogo eletrizante

Published

on


Em uma noite de reviravoltas e chances perdidas, São Paulo e Botafogo empataram em 2 a 2 no Morumbis lotado, em partida válida pela última rodada do primeiro turno do Campeonato Brasileiro. O resultado, apesar da grande atuação tricolor na segunda etapa, mantém o time paulista fora do G4, enquanto os cariocas seguem firmes na liderança da competição.

A pressão inicial são-paulina logo deu resultado. Aos três minutos, Ferreira, em noite inspirada, sofreu pênalti de Bastos. Lucas, com categoria, converteu a cobrança e abriu o placar. A alegria dos torcedores, porém, durou pouco. Aos sete minutos, em lance polêmico que gerou reclamação dos jogadores tricolores, o árbitro marcou pênalti em toque de mão de Welington após revisão no VAR. Tiquinho Soares, artilheiro implacável, não perdoou e empatou a partida.

O Botafogo, então, aproveitou a fase turbulenta do São Paulo após o empate e virou o jogo aos 21 minutos. Cuiabano, em bela jogada individual, recebeu passe de Tiquinho Soares e finalizou com precisão no canto, sem chances para Rafael.

O segundo tempo começou com o São Paulo mais ofensivo e determinado a buscar o resultado. Aos 14 minutos, em jogada que começou com Calleri, Lucas encontrou Ferreira livre na área. O atacante, dessa vez, não desperdiçou a chance e igualou o marcador, incendiando o Morumbi.

A partir daí, o jogo ficou aberto, com chances para os dois lados. O São Paulo, empurrado pela torcida, pressionou em busca da virada e desperdiçou oportunidades inacreditáveis com Ferreira e Luciano. O Botafogo, por sua vez, assustou em contra-ataques rápidos, mas parou nas defesas de Rafael.

No final, prevaleceu o empate, resultado que frustrou os torcedores são-paulinos, que esperavam uma vitória para encostar no G4. Já o Botafogo, mesmo com o empate fora de casa, se mantém tranquilo na liderança do campeonato.

FICHA TÉCNICA

SÃO PAULO 2 X 2 BOTAFOGO

Local: Estádio do Morumbis, em São Paulo (SP)
Data: 24/07/2024
Horário: 19h30 (de Brasília)
Árbitro: Felipe Fernandes de Lima (MG)
Assistentes: Felipe Alan Costa de Oliveira (MG) e Eduardo Gonçalves da Cruz (MS)
Cartões amarelos: Rafinha, Alan Franco, Lucas, Welington, Maxi Cuberas e Luciano (São Paulo); Gregore, Cuiabano e Marlon Freitas (Botafogo)

GOLS: Lucas, aos 4′ do 1ºT (São Paulo); Tiquinho Soares, aos 10′ do 1ºT (Botafogo); Cuiabano, aos 21′ do 1ºT (Botafogo); Ferreira, aos 14′ do 2ºT (São Paulo)

SÃO PAULO: Rafael; Igor Vinícius, Arboleda, Alan Franco e Welington; Luiz Gustavo e Bobadilla; Lucas, Luciano (Erick) e Ferreirinha (Michel Araújo); André Silva (Calleri). Técnico: Maxi Cuberas

BOTAFOGO: John; Damián Suárez, Bastos, Barboza e Cuiabano; Gregore (Igor Jesus), Marlon Freitas (Allan) e Tchê Tchê (Danilo Barbosa); Luiz Henrique (Carlos Alberto), Savarino e Tiquinho Soares (Kauê). Técnico: Artur Jorge

Fonte: Esportes





Continue Reading

Esportes

Cruzeiro mantém invencibilidade no Mineirão e vence o Juventude 

Published

on


Em mais uma noite de grande futebol, o Cruzeiro manteve sua sequência invicta em casa ao vencer o Juventude por 2 a 0, na 19ª rodada do Campeonato Brasileiro, nesta quarta-feira (24.07). Os gols da partida foram marcados por William e Juan Dinenno, consolidando a oitava vitória consecutiva da equipe mineira no Mineirão.

Com este resultado, o Cruzeiro chegou aos 32 pontos, subindo para a quinta posição na tabela e se aproximando do G4. O Juventude, por sua vez, permanece na 12ª colocação, com 21 pontos.

Primeiro Tempo

O jogo começou com o Cruzeiro pressionando e criando a primeira grande chance aos seis minutos, quando Lucas Romero chutou de primeira, mas a bola passou perto do gol defendido por Gabriel. O Juventude respondeu aos dez minutos com um cabeceio de Erick Farias, que desviou na zaga e saiu pela linha de fundo.

Aos 24 minutos, Matheus Henrique arriscou de fora da área, obrigando o goleiro Gabriel a fazer uma grande defesa. Na sequência, João Marcelo quase abriu o placar de cabeça após cobrança de escanteio, mas a bola passou rente à trave.

O primeiro gol do Cruzeiro veio aos 42 minutos, após um pênalti marcado por toque de mão de Gabriel Inocêncio. William cobrou com precisão e colocou a Raposa na frente. Nos acréscimos do primeiro tempo, Matheus Pereira teve a chance de ampliar, mas a zaga do Juventude conseguiu afastar.

 Segundo Tempo

Logo aos três minutos da segunda etapa, Kaio Jorge teve uma grande oportunidade de marcar o segundo gol, mas o goleiro Gabriel fez uma defesa crucial. Aos 13 minutos, Matheus Pereira quase fez um gol de bicicleta, mas novamente Gabriel salvou o Juventude.

A primeira grande chance do Juventude no segundo tempo veio aos 33 minutos, com Mandaca cabeceando após cobrança de falta, mas Cássio defendeu com segurança. Perto do fim do jogo, o árbitro marcou outro pênalti para o Cruzeiro após revisão no VAR, devido a um toque de mão de Lucas Freitas. Juan Dinenno cobrou e selou a vitória cruzeirense.

Com mais uma vitória no Mineirão, o Cruzeiro continua sua campanha sólida no Campeonato Brasileiro, enquanto o Juventude precisa buscar recuperação nas próximas rodadas para subir na tabela.

Próximos Desafios

Na próxima rodada, o Cruzeiro enfrentará o Botafogo no estádio Nilton Santos, no sábado, às 21h30 (horário de Brasília). O Juventude, por sua vez, receberá o Criciúma no Alfredo Jaconi, também no sábado, às 19h.

FICHA TÉCNICA

CRUZEIRO 2 X 0 JUVENTUDE

Local: Mineirão, em Belo Horizonte (MG)
Data: 24/07/2024
Horário: 19h (de Brasília)
Árbitro: Maguielson Lima Barbosa (DF)
Assistentes: Carlos Henrique Alves de Lima Filho (RJ) e Lucas Costa Modesto (DF)
GOLS: William, aos 44′ do 1ºT; Juan Dinenno, aos 41′ do 2ºT (Cruzeiro)
Cartões amarelos: Zé Ivaldo, aos 23′ do 2ºT; João Marcelo, aos 27′ do 2ºT; William, aos 31′ do 2ºT (Cruzeiro) / Gabriel Inocêncio, aos 43′ do 1ºT; Zé Marcos, aos 17′ do 2ºT; João Lucas, aos 26′ do 2ºT (Juventude)
Cartão vermelho: Zé Marcos, aos 51′ do 2ºT (Juventude)

CRUZEIRO: Cássio; William, Zé Ivaldo, João Marcelo e Kaiki; Lucas Romero (Walace), Lucas Silva (Ramiro), Matheus Henrique e Matheus Pereira (Villalba); Lautaro Díaz (Arthur Gomes) e Kaio Jorge (Juan Dinenno). Técnico: Fernando Seabra

JUVENTUDE: Gabriel; João Lucas (Gabriel Inocêncio), Lucas Freitas, Zé Marcos e Alan Ruschel; Caíque (Ewerton), Luís Oyama (Luis Mandaca) e Jean Carlos; Erick Farias (Nenê), Lucas Barbosa e Gilberto (Gabriel Taliari). Técnico: Jair Ventura

Fonte: Esportes





Continue Reading

As mais lidas da semana